Pai de zagueiro John Terry admite delito com drogas

quinta-feira, 13 de maio de 2010 09:23 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O pai do zagueiro da seleção inglesa e do Chelsea John Terry admitiu culpa nesta quinta-feira por uma acusação de fornecimento de cocaína.

Edward Terry, pai de 56 anos do ex-capitão da seleção de futebol inglesa, admitiu ter fornecido a droga ilegalmente ao comparecer diante dos magistrados no tribunal de Basildon, leste de Londres, segundo a Press Association.

O tribunal foi informado de que ele havia fornecido a droga para um repórter do tablóide News of the World em um bar em novembro. A acusação disse que Terry recebeu um total de 160 libras em troca.

O advogado de Terry, Neil Saunders, disse que seu cliente havia sido alvo de jornalistas por causa de seu filho, e estava envergonhado com o transtorno que isso havia causado.

Ele será sentenciado no Tribunal de Magistrados de Basildon no dia 1o de junho e libertado sob pagamento de fiança.

John Terry, 29 anos, que perdeu sua posição de capitão da seleção inglesa em fevereiro depois de informações na imprensa sobre sua vida privada, deve liderar o Chelsea na FA Cup, sábado, contra o Portsmouth.

(Reportagem de Michael Holden)