Gullit propõe Copa verde em Bélgica e Holanda

sexta-feira, 14 de maio de 2010 17:12 BRT
 

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O ex-capitão da seleção holandesa Ruud Gullit prometeu a Copa do Mundo mais ecológica de todos os tempos, incluindo dois milhões de bicicletas gratuitas para os torcedores, se a proposta conjunta de seu país com a Bélgica for escolhida para organizar o Mundial em 2018 ou 2022.

A delegação dos dois países, incluindo Johan Cruyff e o ex-jogador da Bélgica Paul van Himst, enfatizou sua proposta verde ao chegar à sede da Fifa guiando suas próprias bicicletas, nesta sexta-feira, para o evento de entrega dos livros das candidaturas.

A Austrália foi o primeiro dos nove candidatos a entregar os documentos da candidatura, incluindo detalhes de como planeja realizar o evento, ao presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Eles foram seguidos pela Inglaterra, representada por David Beckham, e Holanda/Bélgica.

A Fifa vai decidir a sede das Copas de 2018 e 2022 no dia 2 de dezembro deste ano. Há uma enorme expectativa de que o Mundial de 2018 aconteça na Europa, após a Copa de 2010 na África do Sul e a de 2014 no Brasil.

Austrália, Inglaterra, Japão, Holanda/Bélgica, Rússia, Espanha/Portugal e os Estados Unidos são os candidatos para 2018 ou 2022, enquanto o Catar e a Coreia do Sul concorrem apenas ao Mundial de 2022.

Blatter disse que as candidaturas conjuntas serão avaliados com o mesmo peso das propostas individuais.

"Não vamos fazer diferença se a proposta for combinada ou se for simples", disse Blatter, que no passado afirmara que as propostas conjuntas teriam menos chances de sucesso.   Continuação...