Rádio mostra falha na segurança da Copa;polícia faz demonstração

segunda-feira, 17 de maio de 2010 15:55 BRT
 

Por Xola Potelwa

JOHANESBURGO (Reuters) - A polícia da África do Sul fez uma demonstração de força na segunda-feira para tranquilizar os torcedores sobre a segurança da Copa do Mundo, mas uma estação de rádio local disse ter conseguido embarcar com armas em diversos voos domésticos.

A rádio 702 informou que seus repórteres conseguiram durante três meses passar com facas, giletes, chaves de fenda e seringas pela segurança do aeroporto de Johanesburgo e de outros aeroportos de cidades que farão parte do torneio.

A empresa responsável pelas verificações de segurança nos aeroportos, a Acsa, disse que estava analisando as alegações e iria tornar mais rígidos os procedimentos. Ela afirmou estar confiante sobre a segurança dos torcedores.

Enquanto isso, a polícia fez um desfile pelas ruas do distrito empresarial de Sandton, em Johanesburgo, numa carreata com dezenas de veículos e executou operações de simulação pelas forças de segurança de elite, que incluíram um helicóptero e montanhismo na lateral de um prédio da imprensa.

Autoridades disseram em um comunicado que a demonstração era para "tranquilizar milhões de torcedores de futebol de que a África do Sul está mais do que pronta para policiar com eficiência" a Copa do Mundo.

Em boa parte, o desfile foi mais carnavalesco do que uma demonstração de segurança, com apresentações de música e dança e centenas de funcionários públicos estimulados a balançar bandeiras sul-africanas, enquanto crianças empurravam uma bola de futebol gigante.

A demonstração de escalada foi menos impressionante do que o pretendido, com dois integrantes da força tática da polícia nervosamente descendo o prédio pela frente, em vez de usar uma técnica de alpinismo mais convencional.

Um helicóptero desceu comandos, foguetes de sinalização e granadas de efeito moral em um veículo de uma simulação de sequestro - um dos crimes mais temidos na África do Sul.   Continuação...