Estádio da decisão da Copa fica pronto para jogo inaugural

quarta-feira, 19 de maio de 2010 15:00 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - O estádio da partida final da Copa do Mundo abrirá suas portas no sábado, com a expectativa de atrair uma multidão de 80 mil pessoas ao Soccer City, de Johanesburgo, para a decisão da copa da liga sul-africana.

Situado nas imediações da cidade, o campo é a última instalação da Copa do Mundo a ser inaugurada oficialmente e passou por uma renovação quase completa.

O jogo inaugural no campo reformado havia sido reservado para a decisão da copa da liga sul-africana deste fim de semana, mas, como dois times pouco populares chegaram à final, a expectativa de estádio cheio corre o risco de ser frustrada.

A Liga de Futebol Sul-Africano, no entanto, ainda espera convencer os locais a participarem da febre pré-Copa do Mundo e verem de perto o estádio (construído na forma de uma cabaça ou pote africano) por 40 rands (cerca de 4 euros) o ingresso, mesmo que os finalistas AmaZulu, de Duban, e Wits University, tenham torcidas pequenas.

A liga diz que 50 mil dos 80 mil ingressos já foram vendidos. A capacidade do estádio é de 94.700 lugares, mas por questões de segurança o número de ingressos sofreu um corte de 14.700.

"Para muitas pessoas que não conseguiram adquirir os ingressos da Copa do Mundo, esta é uma chance para ver o estádio", disse o diretor de operações da liga, Ronnie Schloss.

"Esperamos que as pessoas finalmente rejeitem a ideia de que o futebol não pode continuar na ausência dos times de maiores torcidas", completou ele a jornalistas.

O Soccer City foi inaugurado pela primeira vez em 1988, com capacidade para 75 mil pessoas, sendo construído pela liga e financiado pela venda dos direitos sobre o seu nome para um banco local. Desde então ele é a sede do futebol sul-africano e sediou em 1996 a decisão da Copa das Nações Africanas.

(Reportagem de Mark Gleeson)

 
<p>Est&aacute;dio Soccer City, da partida final da Copa do Mundo, abrir&aacute; suas portas no s&aacute;bado, com a expectativa de atrair uma multid&atilde;o de 80 mil pessoas para a decis&atilde;o da copa da liga sul-africana. . REUTERS/Siphiwe Sibeko</p>