21 de Maio de 2010 / às 16:28 / em 7 anos

Sob "mandinga da boa sorte", seleção frustra torcida em Curitiba

<p>Apresenta&ccedil;&atilde;o de um ritual realizado para desejar sorte &agrave; sela&ccedil;&atilde;o brasileira em Curitiba. Uma fuma&ccedil;a verde cobriu a multid&atilde;o de torcedores que se aglomerou na entrada do centro de treinamento utilizado pela sele&ccedil;&atilde;o brasileira, enquanto um pai-de-santo vestido a car&aacute;ter e fumando charuto fazia um trabalho que garantiu que levar&aacute; o Brasil ao hexa. 21/05/2010 REUTERS/Paulo Whitaker</p>

Por Pedro Fonseca

CURITIBA (Reuters) - Uma fumaça verde cobriu a multidão de torcedores que se aglomerou na entrada do centro de treinamento utilizado pela seleção brasileira, enquanto um pai-de-santo vestido a caráter e fumando charuto fazia um trabalho que garantiu que levará o Brasil ao hexa.

A expectativa da torcida de ver os jogadores que se apresentaram para o primeiro dia da preparação do Brasil para a Copa do Mundo, nesta sexta-feira, foi frustrada pelo plano de isolamento montado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os jogadores foram levados diretamente da pista do aeroporto de Curitiba para o interior do CT do Atlético Paranaense. Apenas o atacante Nilmar, primeiro a chegar, passou desavisado pelo saguão e concedeu alguns autógrafos.

Centenas de fãs no saguão do aeroporto e no portão de entrada do local de concentração da equipe reclamaram por não terem conseguido ver os jogadores.

“Eles vão precisar dessa energia, pode apostar que vai fazer falta”, disse a assistente social Albertina Schubert, curitibana de 62 anos, que foi ao aeroporto vestida com a camisa da seleção e uma faixa verde-amarela no cabelo.

“A seleção brasileira é do povo. É uma pena que eles não tenham esse contato com o povo, que confia e precisa tanto dessa seleção,” disse ele, refletindo a insatisfação de centenas de pessoas.

Entre os 23 jogadores convocados pelo técnico Dunga, apenas não se apresentaram ainda o trio da Inter de Milão Julio César, Maicon e Lúcio. O time joga no sábado a final da Liga dos Campeões contra Bayern de Munique, e o volante do Flamengo Kléberson, que disputou partida da Copa Libertadores na noite de quinta-feira, em Santiago, contra a Universidade de Chile.

O próprio treinador tem chegada prevista para mais tarde nesta sexta, quando a equipe iniciará um período de avaliações físicas e médicas. O chefe médico da seleção, José Luiz Runco, deve ser o encarregado de conversar com os jornalistas.

Do lado de fora do centro de treinamentos do Caju, a multidão se assustou com uma pequena explosão proveniente da “mandinga da boa sorte” realizada pelo bruxo Chik Jeitoso numa esquina.

Com fotos dos atletas, velas em forma de jogadores de futebol, fotos dos convocados e outros apetrechos, o trabalho chamou atenção.

“A África é o centro da bruxaria do mundo. Temos que fazer um trabalho para proteger a nossa seleção na busca pelo hexa”, disse o pai-de-santo.

A seleção brasileira ficará em Curitiba até o dia 26, quando seguirá para a África do Sul. O voo fretado da equipe fará uma escala em Brasília para ser recebida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Brasil estreia no Mundial no dia 15 de junho contra a Coreia do Norte, e enfrentará ainda pela primeira fase Costa do Marfim e Portugal.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below