22 de Maio de 2010 / às 18:59 / em 7 anos

Bastos sonha com vida longa na seleção após vaga relâmpago

<p>Jogador da sele&ccedil;&atilde;o brasileira, Michel Bastos, participa de coletiva de imprensa em Curitiba. Michel Bastos precisou de apenas tr&ecirc;s partidas pela sele&ccedil;&atilde;o para conseguir uma vaga na Copa do Mundo, e disse neste s&aacute;bado que espera estar apenas dando os primeiros passos de uma caminhada que o leve tamb&eacute;m ao Mundial de 2014 no Brasil. 22/05/2010Paulo Whitaker</p>

Por Pedro Fonseca

CURITIBA (Reuters) - Michel Bastos precisou de apenas três partidas pela seleção brasileira para conseguir uma vaga na Copa do Mundo, provavelmente como titular, e disse neste sábado que espera estar apenas dando os primeiros passos de uma caminhada que o leve também ao Mundial de 2014 no Brasil.

O jogador do Olimpique de Lyon, de 26 anos, foi a solução encontrada pelo técnico Dunga no fim de 2009 para resolver o problema da lateral-esquerda brasileira, apesar de atuar como meia no time francês.

Em três partidas como titular, ele demonstrou disposição na marcação e boa técnica para atacar, favorecido por jogar até mesmo como atacante em seu clube.

Essa combinação bastou para desbancar concorrentes com mais tempo de seleção, como Marcelo (Real Madrid) e André Santos (Fenerbahçe), por uma vaga na Copa, e agora ele já sonha até com reinado na posição.

"Chegar à seleção no momento em que eu fui convocado foi complicado. Era um tempo curto que eu tinha para mostrar que poderia ajudar o grupo, mas nos três jogos eu mostrei que tinha condições de ser convocado", disse Michel Bastos a jornalistas, no centro de treinamento utilizado pelo Brasil em Curitiba, onde a equipe realiza a primeira parte da preparação para a África do Sul.

"O Dunga me deu confiança nesses três jogos para eu mostrar o meu futebol. Ser titular agora vai depender só de mim", acrescentou o jogador, que tem o veterano Gilberto, do Cruzeiro, como concorrente pela posição de titular da lateral-esquerda na Copa da África.

Inspirado no campeão mundial Roberto Carlos, que foi titular absoluto do Brasil nas Copas de 1998, 2002 e 2006, Bastos prevê um período de estabilidade na seleção, ocupando uma posição vista como a principal carência do Brasil desde o fim do ciclo com a camisa verde-amarela do atual jogador do Corinthians.

"Claro que tem outros jogadores de muita qualidade disputando essa posição, e que podem voltar à seleção, mas espero não ser apenas titular nessa Copa, mas conseguir ter um longo período de continuidade e jogar também o próximo Mundial", afirmou.

Neste sábado os jogadores da seleção brasileira encerram as avaliações médicas e físicas que deram início à preparação para o Mundial. No domingo, os jogadores irão pela primeira vez a um dos campos do centro de treinamento do Atlético Paranaense, mas apenas para atividades de condicionamento físico, sem bola.

A equipe permanecerá em Curitiba até o dia 26 de maio, quando seguirá para a África do Sul, em voo fretado, com escala em Brasília para encontrar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 15 de junho, contra a Coreia do Norte, e enfrentará ainda Costa do Marfim e Portugal pela primeira fase.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below