Kaká faz 1o treino e segue para África recuperado de lesão

terça-feira, 25 de maio de 2010 18:14 BRT
 

Por Pedro Fonseca

CURITIBA (Reuters) - Após cinco dias de tratamento, o meia Kaká finalmente realizou o primeiro treino com a seleção brasileira no centro de treinamento do Atlético-PR, nesta terça-feira, e foi liberado pelo departamento médico para treinar normalmente com o restante da equipe na África do Sul.

Principal jogador de criação do time, o meia correu com desenvoltura à frente de um grupo de jogadores no último treino realizado pela seleção em Curitiba antes do embarque para a África do Sul, na quarta-feira.

Desde o início da preparação brasileira na capital paranaense, na sexta-feira, Kaká vinha realizando apenas trabalho de reforço muscular e fisioterapia para tratar uma lesão na coxa esquerda, enquanto o restante do grupo chegou a fazer uma atividade com bola na manhã desta terça.

"Tudo correu bem, não existe nenhum problema. O treino do Kaká foi dentro do que estava previsto desde o início, e ele agora segue treinando normalmente com os outros jogadores", disse a jornalistas o chefe de comunicação da seleção brasileira, Rodrigo Paiva.

O jogador era a maior preocupação da comissão técnica do Brasil após uma temporada marcada por lesões no Real Madrid. Ele passou seis semanas sem jogar entre março e abril com um problema na região pubiana, e ainda desfalcou o Real no fim da temporada espanhola por causa da lesão muscular.

O atacante Luis Fabiano, que assim como Kaká também apresentou-se à seleção com um problema muscular na coxa, teve uma recuperação mais rápida e participou desde terça-feira dos treinamentos com o restante do grupo.

No quinto dia da preparação brasileira no centro de treinamento do Atlético-PR, o técnico Dunga afrouxou a blindagem imposta à seleção e permitiu o acesso da imprensa nas duas atividades realizadas pela equipe. No caso da torcida, no entanto, apenas o treino da manhã foi aberto.

À tarde, cerca de 3 mil torcedores foram barrados do lado de fora do portão. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a polícia informou que não havia condições de segurança para permitir a entrada de tantas pessoas. Após o fim da atividade, os jogadores se encaminharam na direção do público e agradeceram pelo apoio.

Na quarta-feira, a seleção partirá em voo fretado para a África do Sul, com escala em Brasília para ser recebida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 
<p>Torcedores reagem com Kak&aacute; e Robinho ap&oacute;s treino em Curitiba. REUTERS/Paulo Whitaker</p>