Adriano tem pouca chance de ficar no Flamengo, diz presidente

quinta-feira, 27 de maio de 2010 08:12 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A chance de o atacante Adriano permanecer no Flamengo é pequena, admitiu nesta quarta-feira a presidente do clube, Patrícia Amorim.

"Já tive mais confiança de que ele iria ficar. Reconheço que está mais para lá (Europa) do que para cá. A chance de ele ir embora é de uns 60 a 70 por cento", disse ela em entrevista à Reuters por telefone.

A presidente afirmou que nos últimos dias conversou com Adriano e com o procurador do atleta, Gilmar Rinaldi, e que nenhum deles deu a oportunidade de o Flamengo fazer uma contra-proposta.

"É impossível para o Flamengo concorrer com uma proposta da Europa. Temos hoje dois parceiros e um deles já manifestou interesse de desembolsar mais recursos para ficar com Adriano, mas não dá para competir com a proposta de fora", disse.

"Só posso fazer uma proposta se o outro lado me dá essa oportunidade. Deixei os dois bem à vontade e disse: 'se tiver que ficar, fica em paz. Se tiver que sair, vá em paz também'", acrescentou ela.

A Roma está interessada em contratar a atacante, disse o técnico do time, Claudio Ranieri. "Adriano é nossa aposta. Não sabemos se ela será vitoriosa", explicou ele à Sky Italia.

Segundo a presidente do Flamengo, o procurador do atleta deve dar uma posição definitiva até quinta-feira, depois de conversar com os italianos. Porém as indicações são de que ele deve voltar para a Europa.

"Quando eu falo com ele (Adriano), ele demonstra que quer ficar, mas ele sempre fala que tem uma família grande para ajudar. Aí, acho que ele está pensando mais no lado financeiro."   Continuação...

 
<p>Adriano do Flamengo durante jogo contra o Universidad de Chile na Copa Libertadores, em Santiago. A chance de o atacante permanecer no Flamengo &eacute; pequena, admitiu nesta quarta-feira a presidente do clube, Patr&iacute;cia Amorim. 20/05/2010 REUTERS/Ivan Alvarado</p>