28 de Maio de 2010 / às 14:20 / 7 anos atrás

Button é o mais rápido em treinos para o GP da Turquia

<p>Button tira o capacete em Istambul. Os campe&otilde;es mundiais da McLaren dominaram os treinos livres para o Grande Pr&ecirc;mio da Turquia nesta sexta-feira, com Lewis Hamilton liderando pela manh&atilde; e Jenson Button fechando a tarde como o mais r&aacute;pido.28/05/2010.REUTERS/Leonhard Foeger</p>

Por Alan Baldwin

ISTAMBUL (Reuters) - Os campeões mundiais da McLaren dominaram os treinos livres para o Grande Prêmio da Turquia nesta sexta-feira, com Lewis Hamilton liderando pela manhã e Jenson Button fechando a tarde como o mais rápido.

Button, atual campeão mundial, foi o mais rápido na segunda sessão de treinos com o tempo de 1min28s280.

Hamilton, campeão em 2008, havia feito mais cedo o tempo de 1min28s653 na pista ondulada e anti-horária do Istambul Park, no lado asiático da metrópole turca.

O líder do campeonato Mark Webber, da Red Bull, foi o segundo mais rápido à tarde, mas parou na pista a cinco minutos do final com fumaça no carro. Seu companheiro de equipe Sebastian Vettel, quinto pela manha, foi o terceiro.

Essa foi a primeira oportunidade de Vettel para testar um chassis diferente, apelidado de “Randy Mandy”, e que só tinha sido usado na pré-temporada. Um defeito foi descoberto no carro que ele usou nas seis primeiras corridas da temporada.

O treino de sexta-feira é mais para “esquentar” do que para indicar quem está melhor. Mas na quinta-feira Webber indicou que a McLaren poderá ser uma ameaça real.

“Vimos em Barcelona que as coisas foram um pouco diferentes”, disse o australiano, que tem 78 pontos, como Vettel. “Lewis foi o nosso competidor mais próximo naquele GP, então dá para argumentar que, se tivéssemos o GP da Turquia depois de Barcelona, daria para dizer que a McLaren seria nosso desafio aqui.”

Ele citou também Ferrari e Mercedes como outras equipes que podem ameaçar a Red Bull na Turquia. “Definitivamente, não temos nada ganho”, acrescentou.

Webber buscará a terceira vitória depois de subir ao degrau mais alto do pódio na Espanha e em seguida nas sinuosas ruas de Mônaco.

Fernando Alonso, da Ferrari -- equipe que faz na Turquia o 800o GP da sua história --, ficou em nono e quinto respectivamente.

O único acidente da sessão da manhã foi protagonizado por Adrian Sutil, da Force India, que perdeu o controle na curva 8, girou e bateu na proteção, a poucos minutos do fim.

O brasileiro Bruno Senna não treinou, porque sua HRT foi cedida ao piloto de testes Sakon Yamamoto, cujo tempo foi 7s4 inferior ao dos líderes e mais de 1s pior do que de seu colega de equipe Karun Chandhok.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below