28 de Maio de 2010 / às 15:20 / em 7 anos

CURTAS-Contratado como observador, Taffarel participa de treino

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - O goleiro campeão do mundo em 1994 Cláudio Taffarel participou do treino dos goleiros do Brasil, nesta sexta-feira, ajudando o preparador Wendell, apesar de ter sido contratado pela CBF para observar os adversários da seleção na Copa do Mundo.

O ex-titular da seleção nas Copas de 1990, 1994 e 1998 disse que esperava ver o Mundial de casa, quando recebeu um inesperado convite do ex-companheiro de seleção Dunga para compor a comissão técnica.

“Eu fui chamado pelo Dunga para ser observador, mas chegando aqui o Wendell pediu uma ajuda. Estou vivendo esses momentos com uma alegria impressionante. Já tive aqui três vezes (em Mundiais), mas parece que é a minha primeira.”

“FOOTBAL FRIDAY”

A medida em que se aproxima a Copa do Mundo, os torcedores sul-africanos vão entrando cada vez mais no clima da competição, e muitos foram às ruas com a camisa da seleção local, conhecida como bafana-bafana, nesta sexta, o dia oficial do futebol no país.

Na chamada “Football Friday”, estipulada pelo governo para incentivar a torcida antes da Copa, os trabalhadores podem seguir para seus locais de trabalho vestindo camisas de futebol, e aqueles que estão envolvidos com a seleção brasileira adotaram a equipe de Dunga como segundo time.

Tanto no hotel onde a equipe está concentrada como na escola onde realiza seus treinamentos, vários funcionários escolheram usar a camisa brasileira em vez da sul-africana, que, por coincidência, também é verde e amarela.

“A África do Sul não vai brigar pelo título, então vamos aproveitar esse contato com os jogadores brasileiros e torcer por eles”, disse o motorista da escola Harry Sithole, fã de Kaká e vestido com a camisa do Brasil.

“SOU UM LIXO”

A entrevista coletiva de Julio César foi recheada de frases de efeito. Além de ter chamado a bola da Copa do Mundo de “horrorosa”, o goleiro disse também que se considera “um lixo” para se arrumar ao afirmar que a vaidade não é de forma alguma um problema que o preocupe.

Bastante elogiado por seus dois reservas, Doni e Gomes, que estavam ao seu lado, e também pelo campeão mundial Taffarel, ele afirmou ainda: “Se me chamarem de melhor goleiro do mundo eu não acredito. Goleiro é uma posição diferente, hoje você é o melhor, amanhã pode ser o pior do mundo.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below