Felipão confirma saída de clube uzbeque

sábado, 29 de maio de 2010 15:27 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - Campeão do mundo em 2002, o técnico Luiz Felipe Scolari deixou o time do Uzbequistão Bunyodkor para "ajudar na educação universitária de seu filho".

Felipão saiu do clube depois de um ano no comando e não tendo conseguido se dar bem na Liga Asiática de Campeões. O time uzbeque foi eliminado pelo clube saudita Al Hilal nas oitavas-de-final da competição no início do mês.

"A principal razão para eu deixar o Uzbequistão é minha preocupação com os estudos do meu filho", disse Felipão ao site oficial do clube (www.fcbunyodkor.com), no final da sexta-feira.

"Ele acabou de se formar na Tashkent International School e está prestes a começar seus estudos na universidade. Preciso apoiar e ajudá-lo agora. Minha família é o mais importante para mim."

O ex-técnico das seleções de Brasil e Portugal e do inglês Chelsea disse que não decidiria nada a respeito de seu próximo trabalho até que a universidade onde seu filho estudará esteja definida.

"Talvez meu filho não queira permanecer em Portugal. Então, não posso dizer sobre meu próximo lugar de trabalho", explicou o treinador, que admitiu, sem revelar os nomes, ter ofertas de clubes da Europa, Brasil e Ásia.

Felipão, que venceu a Copa do Mundo de 2002 com a seleção do Brasil e chegou à final da Euro 2004 com Portugal, disse à Reuters na segunda-feira que o clube estava tentando reduzir custos e sugeriu encurtar seu contrato, que encerraria em dezembro.

(Por Patrick Johnston)

 
<p>Campe&atilde;o do mundo em 2002, o t&eacute;cnico Luiz Felipe Scolari deixou o time do Uzbequist&atilde;o Bunyodkor para "ajudar na educa&ccedil;&atilde;o universit&aacute;ria de seu filho." REUTERS/Eddie Keogh (BRITAIN)</p>