Hamilton vence na Turquia após colisão dos carros da Red Bull

domingo, 30 de maio de 2010 11:32 BRT
 

ISTAMBUL (Reuters) - O piloto da McLaren Lewis Hamilton comemorou a primeira vitória na Fórmula 1 na Turquia neste domingo, após seus rivais da Red Bull colidirem na prova que se encaminhava para uma nova dobradinha da equipe.

Em um final dramático em Istambul Park, o líder do campeonato Mark Webber e seu companheiro de Red Bull Sebastian Vettel bateram faltando 18 voltas para o final, o que deu a dobradinha de primeiro e segundo lugares para a McLaren.

A vitória de Hamilton encerra a série de nove corridas do piloto sem aparecer no ponto mais alto do pódio. A última vitória do inglês de 25 anos foi em Cingapura em setembro do ano passado. Naquela corrida, a McLaren viu uma disputa semelhante a deste domingo, com Hamilton e o atual campeão e companheiro de equipe Jenson Button competindo ferozmente pela liderança. Na ocasião, Button terminou a prova 2,6 segundos atrás.

O australiano Webber, que estava próximo de garantir a terceira vitória consecutiva após largar na pole position, terminou em terceiro para aumentar a liderança no campeonato para cinco pontos contra Button. Webber é o líder com 93, enquanto a dupla da McLaren subiu no ranking com Button em segundo com 88 pontos e Hamilton com 84.

O mais prejudicado no dia foi Vettel. O piloto alemão de 22 anos começou a prova com o mesmo número de pontos de Webber, mas pagou o preço ao tentar ultrapassar o australiano na volta de número 40.

Os dois carros bateram e o pneu direito traseiro de Vettel esvaziou e obrigou o piloto a sair da prova, enquanto Webber saiu da pista mas conseguiu voltar à corrida.

Com os resultados, Vettel é o quinto no ranking, 15 pontos atrás de Webber. O responsável pela equipe, Christian Horner, acompanhou a saída do alemão chacoalhando a cabeça em descrença com a batida, enquanto o designer da Red Bull Adrian Newey colocou seu rosto entre as mãos.

Michael Schumacher terminou em quarto com a sua Mercedes, mas o campeão por sete vezes da modalidade estava a 31,1 segundos atrás de Hamilton, enquanto o companheiro de equipe do alemão, o compatriota Nico Rosberg, ficou em quinto.

O polonês Robert Kubica foi o sexto para a Renault e Felipe Massa garantiu alguns pontos para a Ferrari, que completava 800 corridas na modalidade, em sétimo. Seu companheiro de equipe Fernando Alonso ficou em oitavo.