Seleção de novatos sofre de ansiedade antes da Copa

segunda-feira, 31 de maio de 2010 10:06 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - Com 14 estreantes em Copa do Mundo entre os 23 convocados, a seleção brasileira vive um clima de tensão e ansiedade a 10 dias do início do torneio na África do Sul, com jogadores dando sinais de nervosismo tanto dentro como fora de campo.

Treinos com muitos erros e alguns desentendimentos, entrevistas travadas e até com respostas ríspidas, e a busca por livros e vídeos motivacionais são alguns indícios de que a pressão de estar pela primeira vez num Mundial atingiu em cheio os jogadores brasileiros.

"Claro que tem ansiedade, nervosismo... agora é diferente", disse a jornalistas o volante Ramires, de 23 anos, jogador reconhecidamente extrovertido mas que limitou-se a respostas curtas em sua primeira entrevista coletiva na África do Sul, nesta segunda-feira.

"É nervosismo mesmo, tensão, mas espero deixar isso de lado. No decorrer a gente vai se soltar um pouco mais, e quem sabe na próxima (entrevista) eu possa estar um pouco mais descontraído", acrescentou.

Ainda em Curitba, onde iniciaram no dia 21 a concentração para a Copa do Mundo, os jogadores receberam da comissão técnica um livro de auto-ajuda do autor Augusto Cury para tentar aliviar a pressão.

Vídeos motivacionais e de vitórias brasileiras em Copas passadas também estão sendo exibidos no hotel da equipe como ferramenta para conter a ansiedade da maior parte do grupo no período antes do Mundial.

"Cada dia que vai passando a ansiedade vai aumentando, é inevitável isso", acrescentou o também volante Felipe Melo, de 26 anos, outro novato na equipe do técnico Dunga.

"Não é fácil chegar aqui, ficar longe da família esse tempo todo. Representar milhões e milhões de brasileiros é uma responsabilidade muito grande. O que a gente procura é estar sempre focado", acrescentou.   Continuação...

 
<p>Ramires e Felipe Melo participam de confer&ecirc;ncia. Com 14 estreantes em Copa do Mundo entre os 23 convocados, a sele&ccedil;&atilde;o brasileira vive um clima de tens&atilde;o e ansiedade a 10 dias do in&iacute;cio do torneio na &Aacute;frica do Sul, com jogadores dando sinais de nervosismo tanto dentro como fora de campo.31/05/2010.REUTERS/Paulo Whitaker</p>