Adriano é interrogado no Rio por suposta ligação com traficante

quarta-feira, 2 de junho de 2010 17:44 BRT
 

RIO (Reuters) - O Ministério Público do Rio de Janeiro informou na quarta-feira que há "indícios" de envolvimento do atacante Adriano com o traficante Fabiano Atanásio, chefe do tráfico de drogas na favela Vila Cruzeiro, local onde o jogador nasceu e frequenta.

Adriano foi interrogado nesta quarta pelo promotor Alexandre Themístocles, que investiga um suposto empréstimo de Adriano de 60 mil reais ao traficante conhecido como FB.

O atacante foi interrogado por cerca de uma hora e trinta minutos no MP, mas o conteúdo do interrogatório não foi revelado.

"O Ministério Público considera que os fatos envolvendo o jogador Adriano são gravíssimos e apontam indícios de que o mesmo tenha repassado dinheiro ao traficante Fabiano Atanásio, líder do Comando Vermelho", afirmou o MP em nota.

Nesta semana, um jornal fluminense divulgou fotos do atacante fazendo com as mãos as iniciais da facção e exibindo armas que, segundo assessores, seriam de brinquedo.

Adriano deveria ter comparecido à delegacia de Brás de Pina para depor no inquérito que investiga seu suposto envolvimento com traficantes, mas não compareceu.

O interrogatório foi remarcado para esta quarta-feira, porém até agora o atacante não se apresentou. O delegado Luis Alberto Andrade ameaça ir à Justiça para obrigar o jogador a comparecer à delegacia.

O MP do Rio de Janeiro se mostrou favorável ao pedido da polícia de quebra de sigilo telefônico e bancário do jogador, que trocou recentemente o Flamengo pela Roma, para auxiliar nas investigações.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)