Brasil faz treino aberto em Soweto, torcida vai embora cedo

quinta-feira, 3 de junho de 2010 14:41 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - O primeiro treino aberto ao público da seleção brasileira na África do Sul atraiu milhares de torcedores a um estádio no histórico bairro de Soweto, mas a imensa maioria da torcida saiu enquanto os jogadores ainda estavam em ação dentro de campo.

Dez mil ingressos foram distribuídos pela Fifa para o primeiro treino aberto de uma das 32 seleções que vão disputar o Mundial, e essa foi provavelmente a única prática brasileira com os portões abertos, de acordo com o técnico Dunga.

No estádio Dobsonville, a seleção foi saudada por uma multidão de moradores de Soweto, o centro da resistência negra durante o regime de segregação racial do apartheid, que hoje é habitado por uma minoria de classe-média ao lado da população mais pobre de Johanesburgo.

Mas a empolgação inicial, embalada ao som das vuvulezas e canções e coreografias típicas dos estádios de futebol sul-africanos, não durou muito tempo, e os torcedores deixaram as arquibancadas praticamente vazias antes do fim do treino.

"Estava chato, a gente queria ter tirado fotos com eles," reclamou a estudante Amanda Phophi, de 16 anos, que junto com um grupo de amigas deixou o estádio 40 minutos antes do fim do treino da seleção. "Foi bom ver os jogadores, mas não teve a animação que as pessoas esperavam."

O treino aberto ao público é uma determinação da Fifa para os 32 times da Copa, e serão realizados em sua maioria em regiões pobres da África do Sul para levar o Mundial à população menos favorecida, que provavelmente não poderá assistir às partidas ao vivo.

LEMBRANÇA DE WEGGIS

O técnico Dunga disse que a seleção não deve voltar a realizar treinos com os portões abertos, uma vez que a obrigação com a Fifa já foi cumprida. De acordo com o treinador, a presença do torcedor atrapalha o desempenho dos jogadores nos treinamentos.   Continuação...

 
<p>Os jogadores da sele&ccedil;&atilde;o brasileira de futebol acenam para o p&uacute;blico antes do primeiro treino aberto na &Aacute;frica do Sul, no est&aacute;dio Dopsonville, que fica no hist&oacute;rico bairro de Soweto, em Johanesburgo. 03/06/2010 REUTERS/Paulo Whitaker</p>