CURTAS-Ex-árbitro argentino alerta brasileiros sobre paradinhas

sexta-feira, 4 de junho de 2010 13:36 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - O ex-árbitro argentino Horácio Elizondo, que apitou a final da Copa do Mundo de 2006, concedeu uma palestra sobre arbitragem aos jogadores da seleção brasileira e fez um alerta especial a respeito das paradinhas nas cobranças de pênalti.

Na palestra, realizada no hotel da seleção na noite de quinta-feira, Elizondo exibiu vídeos de cobranças de pênaltis para exemplificar o que é permitido na hora da cobrança e o que não se pode fazer, após uma mudança na regra que entrará em vigor a partir da Copa do Mundo da África do Sul.

A nova regra não permite que o cobrador faça qualquer finta após ter fixado o pé de apoio para fazer o chute. Os movimentos na caminhada até a bola, no entanto, são permitidos. Todos os vídeos de paradinhas exibidos foram justamente do futebol brasileiro.

"VICIADO"

Enquanto o volante Josué concedia entrevista coletiva no hotel da seleção, o meia Kaká, sentado ao lado do companheiro, olhou algumas vezes para baixo para checar mensagens que recebia no seu celular via Twitter. As olhadinhas para o celular aconteceram pelo menos três vezes, e uma delas foi seguida de um sorriso enquanto Josué falava com os jornalistas. Perguntado se tinha enviado alguma mensagem durante a entrevista, Kaká garantiu: "Não, eu estava só olhando."

Depois o jogador acrescentou: "Fiquei viciado... é uma ferramenta que tenho usado bastante. É muito legal e estou gostando bastante."

TROCA DE CAMISA

Durante a sua entrevista, Kaká falou também sobre a amizade com o companheiro de Real Madrid Cristiano Ronaldo, que vai enfrentar a seleção brasileira no dia 25 de junho no jogo Brasil x Portugal. O brasileiro contou que os dois já combinaram que vão trocar as camisas após a partida.

"PROFESSOR"

A Randburg High School, local de treinamento da seleção brasileira em Johanesburgo, organizou uma homenagem à equipe na manhã desta sexta-feira, com a presença do técnico Dunga. Alunos, professores e funcionários da escola participaram do evento, no qual o treinador respondeu a algumas perguntas sobre sua carreira e a Copa do Mundo da África do Sul.