Julio César é vetado de amistoso do Brasil com Tanzânia

domingo, 6 de junho de 2010 13:26 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - O goleiro Julio César foi vetado do amistoso de segunda-feira da seleção brasileira contra a Tanzânia, após ter treinado em separado do restante da equipe, neste domingo, enquanto se recupera de uma lesão nas costas.

De acordo com o técnico Dunga, a situação do jogador não é preocupante, mas a comissão técnica preferiu poupar Julio César da viagem de Johanesburgo a Dar es Salaam para o jogo com a Tanzânia.

O titular da seleção brasileira deixou o gramado ainda no primeiro tempo do amistoso da última quarta-feira contra o Zimbábue com dores nas costas, e passou dois dias sem treinar para ser submetido a fisioterapia. O goleiro voltou aos treinamentos no sábado, mas não com o restante da equipe, e neste domingo ficou de fora do treino recreativo para realizar um trabalho separado com o preparador Wendell.

"O goleiro Julio César não viaja com a seleção brasileira para Tanzânia. Segue trabalhando com o fisioterapeuta Odir de Souza", informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em breve comunicado após o treino da equipe na Randburg High School.

O provável titular do gol brasileiro no amistoso será Gomes, que substituiu Julio César no jogo do Zimbábue e também no treino coletivo de sábado. Nessa atividade, o jogador do Tottenham cometeu uma falha grosseira na saída de bola que permitiu ao atacante Grafite marcar o gol do time reserva na vitória por 1 x 0 sobre os titulares.

Julio César, considerado um dos melhores goleiros do mundo, teve uma temporada de muitos jogos na Inter de Milão, na qual conquistou a Série A, a Copa Itália e a Liga dos Campeões. O goleiro ficou em campo por apenas 25 minutos no amistoso com o Zimbábue, até ser substituído após uma dividida com Benjani Muwariwari.

Antes de encarar uma viagem de mais de três horas e meia de avião para Dar es Salaam, onde enfrentará a seleção da Tanzânia, os jogadores brasileiros fizeram apenas um treino recreativo em metade do campo, com 30 minutos de duração, neste domingo.

A equipe de Kaká venceu o time de Robinho por 6 x 5, num rachão bastante disputado e até com algumas entradas mais duras --como um carrinho de frente de Kaká em Ramires. Essa foi a segunda vitória do meia do Real Madrid, cuja equipe também ganhou o rachão na véspera do amistoso com o Zimbábue.

O jogo na Tanzânia será o último aquecimento da seleção brasileira antes da estreia na Copa do Mundo, contra a Coreia do Norte, em 15 de junho. Depois da desgastante viagem de quase 5 mil quilômetros para ir e voltar de Johanesburgo a Dar es Salaam em apenas dois dias, o técnico Dunga deve conceder uma folga aos jogadores na terça-feira.

 
<p>J&uacute;lio Cesar em treino da sele&ccedil;&atilde;o em Johanesburgo, 6 de junho de 2010. O goleiro foi vetado do amistoso de segunda-feira da sele&ccedil;&atilde;o brasileira contra a Tanz&acirc;nia, ap&oacute;s ter treinado em separado do restante da equipe, neste domingo, enquanto se recupera de uma les&atilde;o nas costas. REUTERS/Paulo Whitaker</p>