Ministro vê falta de empenho de São Paulo por Morumbi em 2014

segunda-feira, 7 de junho de 2010 13:33 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO (Reuters) - O governo federal está frustrado com o que o ministro dos Esportes, Orlando Silva, chamou de falta de empenho da cidade e do Estado de São Paulo na adaptação do estádio do Morumbi às regras da Fifa para utilizá-lo na Copa do Mundo de 2014.

Em tom político, o ministro criticou a demora da prefeitura da capital paulista e do governo do Estado de São Paulo, ambos administrados por partidos que fazem oposição ao governo federal, em dar um solução para o impasse em torno do estádio do Morumbi.

"Morumbi é um problema de São Paulo, e não do São Paulo (Futebol Clube, proprietário do estádio). Quem indicou o Morumbi para a Copa foram a cidade e o Estado de São Paulo. Acho que cidade e Estado precisam assumir suas responsabilidades. A palavra está com eles", afirmou Orlando Silva.

"Me frustra não ver uma atitude mais ativa da cidade e do Estado de São Paulo no que diz respeito ao projeto do Morumbi. O São Paulo Futebol Clube sozinho é incapaz de resolver um problema desse tamanho", complementou o ministro.

São Paulo reivindica fazer o jogo de abertura da Copa de 2014, mas segundo uma alta fonte do governo, "as chances são remotíssimas".

Apesar do recente alerta feito pela Fifa sobre atrasos nas obras para o Mundial, Orlando Silva garantiu que o cronograma de obras estruturais para a Copa de 2014 não está atrasado, mas reconheceu que as cidades-sede precisam "colocar o pé no acelerador".

"Até aqui foi um período de preparação institucional, foi um período de treinos. Depois da (Copa do Mundo da) África do Sul, as obras vão sair do papel e entraremos na fase de jogo", analisou o ministro.

"A Copa no Brasil tem um ritmo que precisa ser acelerado. O avião está decolando e ainda não atingiu a velocidade de cruzeiro", comparou.   Continuação...

 
<p>Funcion&aacute;rios colocam cartaz em frente ao est&aacute;dio do Morumbi anunciando o Brasil como anfitri&atilde;o da Copa do Mundo de 2014. O governo federal est&aacute; frustrado com o que o ministro dos Esportes, Orlando Silva, chamou de falta de empenho da cidade e do Estado de S&atilde;o Paulo na adapta&ccedil;&atilde;o do est&aacute;dio do Morumbi &agrave;s regras da Fifa para utiliz&aacute;-lo na Copa do Mundo de 2014. 30/10/2007 REUTERS/Rickey Rogers</p>