Copa do Mundo vai beneficiar África do Sul por anos, diz Zuma

segunda-feira, 7 de junho de 2010 21:23 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul vai se beneficiar da infraestrutura desenvolvida para a Copa do Mundo e deve usar o esporte como uma força unificadora por anos depois do torneio, disse o presidente do país, Jacob Zuma.

Zuma também alfinetou aqueles que duvidaram da capacidade da África do Sul de poder realizar um dos eventos esportivos mais vistos do mundo ao dizer que o espetáculo é uma celebração para os Estados vizinhos da África que ajudaram na luta contra o apartheid.

"Após muitos anos de planejamento e trabalho duro, podemos celebrar esta noite o longo caminho que percorremos juntos nos preparativos para esta primeira Copa do Mundo africana", disse Zuma em discurso.

"A África do Sul saiu com vida e nunca voltará a ser a mesma depois desta Copa do Mundo", completou.

O presidente declarou que o enorme investimento em infraestrutura, que levou à construção de cinco estádios de nível mundial e à reforma de grandes rodovias, ajudaria a colocar a África do Sul como um país de escolha para investimentos e interesses comerciais.

"O desenvolvimento de infraestrutura continuará como parte do legado da Copa do Mundo para benefício de todos os sul-africanos nos próximos anos e permitirá a todos os cidadãos contar com um melhor acesso a serviços e infraestrutura", afirmou.

"Após o apito final, temos que assegurar, através de efetivos programas de desenvolvimento, que o futebol se transforme em um esporte de verdadeira unidade para nosso povo como parte do legado da Copa do Mundo", completou Zuma.