Biden larga Obama para ir ver a Copa

sexta-feira, 11 de junho de 2010 11:16 BRT
 

Por Jon Herskovitz

JOHANESBURGO (Reuters) - Desinibido, o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, pediu desculpas na sexta-feira ao presidente Barack Obama por ir à Copa do Mundo e deixá-lo sozinho com o problema do vazamento de petróleo no golfo do México.

"Estou honrado por estar aqui representando os Estados Unidos. O presidente está irritado," disse Biden a dignitários em uma recepção no consulado dos EUA em Sandton, perto de Johanesburgo.

Biden chegou à África do Sul na quinta-feira, com vários familiares, e alertou que a seleção do seu país não estará para brincadeiras.

Os norte-americanos estreiam no sábado contra a Inglaterra, pelo Grupo C, e terão no estádio a torcida de Biden, cuja família é de origem irlandesa.

"No espírito de um genuíno irlandês, vamos bater a Inglaterra," brincou o vice.

Os ingleses, aliás, já são uma das maiores dores de cabeça do governo Obama. A empresa BP, dona do poço que jorra petróleo no Golfo, tem sede em Londres.

Biden também deu os pêsames ao ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que cancelou sua presença no jogo inaugural por causa da morte de uma bisneta, na véspera, num acidente de carro.

 
<p>O presidente dos EUA, Barack Obama, ao lado do vice-presidente Joseph Biden depois de negocia&ccedil;&atilde;o com da empresa K. Neal International em Maryland. Desinibido, Joe Biden pediu desculpas na sexta-feira ao presidente Obama por ir &agrave; Copa do Mundo e deix&aacute;-lo sozinho com o problema do vazamento de petr&oacute;leo no golfo do M&eacute;xico. 04/06/2010 REUTERS/Larry Downing</p>