CURTAS-Seguranças "abandonam" seleção para ver abertura na TV

sexta-feira, 11 de junho de 2010 14:40 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - Os policiais sul-africanos que fazem a escolta da seleção brasileira deixaram de lado o treino da equipe na Randburg High School para assistir ao jogo de abertura da Copa do Mundo, entre África do Sul e México, que acontecia ao mesmo tempo.

Em vez de estarem no campo da escola, onde os jogadores treinavam sob comando do técnico Dunga, os responsáveis pela segurança da delegação do Brasil foram para um pequeno prédio ao lado, onde assistiram pela tevê ao empate por 1 x 1 entre os donos da casa e os mexicanos.

De dentro do campo os jogadores puderam observar a festa feita pelos seguranças quando a África do Sul abriu o marcador, mas a alegria deu lugar à decepção depois do empate do México, nos minutos finais do jogo.

FESTA MESMO COM EMPATE

Apesar do gol mexicano que tirou da África do Sul a chance de vencer o primeiro jogo de Copa do Mundo realizado no continente africano, a torcida fez uma grande festa depois da partida, principalmente com suas vuvulezas.

As ruas de Johanesburgo, que ficaram desertas durante o jogo no estádio Soccer City, foram tomadas por torcedores vestindo as cores verde e amarela dos bafana-bafana, a maioria equipados com suas barulhentas cornetas que se tornaram símbolo da torcida sul-africana.

CHUTE A GOL

O treino do Brasil teve a finalização como foco principal. Os jogadores de meio-campo e os atacantes trocavam passes rápidos na intermediária, até entrarem na área para finalizar. Também foram treinados cruzamentos dos laterais para os atacantes, que finalizavam para o gol sem marcação.   Continuação...

 
<p>Torcedor sul-africano reage durante jogo de abertura da Copa, entre &Aacute;frica do Sul e M&eacute;xico, que terminou em 1 x 1. REUTERS/Ivan Alvarado</p>