Para técnico mexicano, empate teve sabor amargo

sexta-feira, 11 de junho de 2010 15:54 BRT
 

Por Javier Leira

JOHANESBURGO (Reuters) - A seleção mexicana saiu da partida desta sexta-feira com um sabor amargo por não ter conseguido ganhar, depois de ter sido superior no primeiro tempo, disse o técnico Javier Aguirre, destacando que sua equipe já não tem margem de erro após empatar em 1 x 1 com a África do Sul.

A África do Sul e o México empataram na partida inaugural do Mundial pelo Grupo A, que inclui França e Uruguai, em um resultado que não parece servir a nenhum dos dois devido à dificuldade do grupo.

"Tivemos um bom primeiro tempo, mas não conseguimos refletir no placar a posse de bola. Vamos ver se esse ponto é bom, ruim ou regular", disse Aguirre em uma coletiva de imprensa.

"As duas equipes saem com um sabor amargo, isto nos obriga a ganhar da França", destacou.

O técnico elogiou o jogo de seu time e a forma com que lidou com a pressão e a desvantagem no placar.

"Eu não vi falta de caráter", ressaltou o treinador, que insistiu que o gol sul-africano no começo da segunda etapa foi um duro golpe.

"O gol foi crucial, (o marcador do ponta Paul) Aguilar duvidou se ia ou não porque lhe cobriram as costas. Aí a partida mudou, nos desorganizamos, perdemos a forma. Ficamos nervosos e não jogamos um bom futebol", acrescentou.

O técnico destacou a atuação de seus jogadores, apesar que no segundo tempo baixaram o nível e mostraram um ataque desordenado e com lançamentos imprecisos.   Continuação...

 
<p>Rafael Marquez, do M&eacute;xico, comemora gol de empate contra a &Aacute;frica do Sul. Para t&eacute;cnico mexicano, resultado do jogo teve sabor amargo. REUTERS/Christian Charisius</p>