Gattuso deixará seleção da Itália após Copa do Mundo

sábado, 12 de junho de 2010 09:08 BRT
 

Por Mark Meadows

IRENE, África do Sul (Reuters) - O combativo volante Gennaro Gattuso anunciou que deixará a seleção italiana após a Copa do Mundo deste ano na África do Sul.

"Com (quase) 33 anos de idade, para o papel que eu desempenho no futebol, é certo deixar meu lugar para pessoas com mais energia", disse o jogador, campeão do mundo em 2006, durante entrevista coletiva.

Questionado se isso significava que ele não atuaria mais pela seleção italiana após a Copa do Mundo, ele respondeu "sim".

Gattuso, que completa 33 anos em janeiro, foi peça-chave do triunfo italiano em 2006 por conta do caráter que mostra em campo e de suas qualidades motivacionais.

Sem ser o mais talentoso dos jogadores, ele compensou suas deficiências com raça e buscou recuperar a bola para sua equipe o maior número de vezes possível.

Uma séria lesão no joelho atrapalhou sua carreira há dois anos e, embora não tenha mais o vigor físico de antes, a disposição em campo continua.

"A maldade continua lá", brincou com um largo sorriso no rosto, acrescentando que "aposta na Itália" para ter bom desempenho no Mundial, apesar do grande ceticismo que cerca a equipe.

As chances de Gattuso começar como titular a partida de estreia da Itália pelo Grupo F do Mundial, contra o Paraguai na Cidade do Cabo, são remotas, a não ser que um pequeno incômodo na panturrilha de Daniele De Rossi se torne um problema mais grave.

Gattuso, que tem 72 partidas pela seleção italiana após estrear na equipe em 2000, não foi titular constante em seu clube, o Milan, na temporada passada.

Assim como Gattuso, o zagueiro Fabio Cannavaro, de 36 anos, também já anunciou que não atuará mais pela seleção italiana após o Mundial.

 
<p>"Com (quase) 33 anos de idade, para o papel que eu desempenho no futebol, &eacute; certo deixar meu lugar para pessoas com mais energia", disse o volante da sele&ccedil;&atilde;o italiana, Gennaro Gattuso. 12/06/2010 REUTERS/Stefano Rellandini</p>