Futuro da Costa do Marfim depende da recuperação de Drogba

segunda-feira, 14 de junho de 2010 09:21 BRT
 

Por Martin Petty

PORT ELIZABETH (Reuters) - Os elefantes, apelido da seleção da Costa do Marfim, enfrentam um desafio de proporções mastodônticas contra Portugal pelo grupo G na terça. Conseguir os pontos da vitória pode depender da condição física do atacante talismã da equipe, Didier Drogba.

A partida em Port Elizabeth pode definir quem passa para a próxima fase em um grupo complicado que conta com o pentacampeão Brasil e o misterioso time da Coréia do Norte.

Portugal tem muito o que provar após uma jornada irregular durante as eliminatórias e ainda há dúvidas sobre se o influente Pepe estará pronto para jogar após um longo período de lesão. Também há dúvidas sobre a capacidade de Cristiano Ronaldo de jogar tão bem quanto no Real Madrid dadas suas participações medíocres nas eliminatórias.

Ainda que os marfinenses tenham muito jogadores talentosos, a ausência de Drogba - que marcou impressionantes 37 gols pelo Chelsea em todos as competições na última temporada - pode complicar as chances deles do time alcançar a segunda fase pela primeira vez.

Sem partidas fáceis no grupo, a principal questão que o técnico sueco Sven-Goran Eriksson tem que responder é se os Elefantes podem suportar o peso de poupar Drogba no início para tê-lo completamente em forma em outros jogos.

O jogador voltou a treinar após uma cirurgia em seu braço quebrado sofrida em 4 de junho, mas Eriksson pode ser obrigado a usar um plano B se o seu goleador não estiver em forma.

Kolo Toure, que será o capitão se Drogba não jogar, acredita que jovens jogadores como Salomon Kalou e Seydou Doumbia podem suprir a falta do atacante. "A seleção da Costa do Marfim conta com jogadores de muita qualidade, mas futebol é um jogo coletivo," disse Toure.

"Desde que ele (Eriksson) assumiu o time, tem tentado construir um grupo e nós estamos no caminho certo," disse o zagueiro.

Eriksson conhece bem Portugal após o time ter eliminado a Inglaterra que ele dirigia nos pênaltis na quarta de final da Euro 2004 e na Copa do Mundo da Alemanha.

Portugal vai enfrentar um grupo difícil e uma partida de estreia perigosa contra a Costa do Marfim que, mesmo sem Drogba, conta com talentos como Kolo e seu irmão Yaya Toure assim como Kalou, Didier Zokora e Emmanuel Eboue.

 
<p>Didier Drogba da sele&ccedil;&atilde;o da Costa do Marfim acena aos torcedores no aeroporto O.R. Tambo em Johanesburgo. Os elefantes enfrentam o Portugal pelo grupo G na ter&ccedil;a, mas dependem da condi&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica do atacante talism&atilde; da equipe, Didier Drogba, para a vit&oacute;ria e os gols. 10/06/2010 REUTERS/Amr Abdallah Dalsh</p>