Nani diz que levará uma semana para se recuperar de lesão

segunda-feira, 14 de junho de 2010 09:23 BRT
 

Por Shrikesh Laxmidas

MAGALIESBURGO, África do Sul (Reuters) - O meia-atacante da seleção portuguesa Nani disse neste domingo que levaria uma semana para se recuperar de uma lesão no ombro que o deixou fora da Copa do Mundo, incitando perguntas sobre o motivo de ele não permanecer na África do Sul para o torneio.

"Estarei bem em uma semana", disse um Nani sério à TV SIC no aeroporto de Lisboa quando perguntado quanto tempo ele demoraria para se recuperar de uma lesão que o forçou a voltar para casa mais cedo.

A imprensa portuguesa tem ficado intrigada com o relato sobre a lesão do jogador do Manchester United, particularmente com o cronograma de eventos.

O jogador lesionou o ombro ao dar uma bicicleta durante uma sessão de treino no dia 3 de junho, mas viajou com a seleção para a África do Sul dois dias depois.

Ele treinou por dois dias antes de ser excluído do torneio pelo técnico de Portugal, Carlos Queiroz, dizendo que o jogador estava com muita dor para continuar.

A Federação Portuguesa de Futebol continuou sustentando que o jogador estava lesionado, e o vice-presidente, Amandio de Carvalho, minimizou perguntas dos jornalistas sobre problemas disciplinares com a comissão técnica.

"Não existe a intenção de esconder qualquer coisa, apenas estávamos esperando que ele se recuperasse", disse Carvalho a jornalistas na quinta-feira.

"Achei que essa seria a minha Copa do Mundo, mas eu me lesionei antes do início e agora só penso em me recuperar", disse Nani antes de incitar a controvérsia ao acrescentar que a recuperação demoraria uma semana.

Portugal estreia no Mundial contra a Costa do Marfim na terça-feira, seguida por jogos contra a Coreia do Norte e Brasil.

 
<p>Nani durante amistoso. O meia-atacante da sele&ccedil;&atilde;o portuguesa Nani disse neste domingo que levaria uma semana para se recuperar de uma les&atilde;o no ombro que o deixou fora da Copa do Mundo, incitando perguntas sobre o motivo de ele n&atilde;o permanecer na &Aacute;frica do Sul para o torneio.11/06/2010.REUTERS/Jose Manuel Ribeiro</p>