Para Márquez, fase ruim faz da França um time mais perigoso

terça-feira, 15 de junho de 2010 06:55 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - A seleção francesa pode ser ainda mais perigosa que o normal porque não mostra a várias partidas seu verdadeiro nível, disse na terça-feira o zagueiro mexicano, Rafa Márquez, sobre o próximo rival do México na Copa do Mundo.

México e França se enfrentarão na quinta-feira em Polokwane pela segunda rodada do Grupo A, também formado por Uruguai e África do Sul.

O "Tri" chega à partida depois de empatar em 1 x 1 com a seleção anfitriã na partida de abertura do torneio, enquanto os "Bleus" vêm de um fraco 0 x 0 com o Uruguai.

"Sabemos da potência e da qualidade dos atacantes deles. São grandes jogadores com grandes qualidades, não podemos confiar na falta de gols deles", disse Márquez em entrevista coletiva.

"Eles não estão passando por uma boa fase, mas podem mudar essa situação a qualquer momento", disse o jogador, que atua no Barcelona, da Espanha.

A França se classificou para a Copa do Mundo com um gol polêmico na repescagem contra a Irlanda, oriundo de uma jogada em que o atacante Thierry Henry dominou a bola com a mão antes de dar assistência para William Gallas marcar.

"Eles são fortes no ataque e na defesa. Estão em um nível em que não estamos acostumados a vê-los. Essas circunstâncias fazem da França um time mais perigoso."

(Reportagem de Javier Leira)