África do Sul desperdiça dinheiro com ingressos, diz oposição

terça-feira, 15 de junho de 2010 11:08 BRT
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - Órgãos governamentais da África do Sul gastaram cerca de 11 milhões de rand (1,5 milhão de dólares) de verba pública com ingressos para a Copa do Mundo, apesar de alertas para evitar desperdício, disse a oposicionista Aliança Democrática nesta terça-feira.

O Ministro das Finanças sul-africano, Pravin Gordhan, que tenta disciplinar os ministérios no momento em que a maior economia africana se reergue de sua primeira recessão em 17 anos, alertou no mês passado que tais gastos seriam considerados "desperdício irregular... e infrutífero".

O partido de oposição também obteve documentos de órgãos públicos que foram apresentados ao parlamento sobre os gastos.

"A aquisição de ingressos para a Copa do Mundo por departamentos do governo... não é uma maneira aceitável de gastarem seus orçamentos", disse Tim Harris, membro da AD no parlamento em um comunicado.

O Tesouro sul-africano não tem poder para intervir e espera que o auditor-geral investigue os gastos quando conduzir sua auditoria para o ano fiscal de 2009-2010, informou a mídia local.

(Reportagem de Wendell Roelf na Cidade do Cabo e Xola Potelwa em Johanesburgo)