Elia dá novas opções a técnico holandês Van Marwijk

terça-feira, 15 de junho de 2010 12:45 BRT
 

Por Theo Ruizenaar

JOHANESBURGO (Reuters) - O meia-atacante da seleção holandesa Eljero Elia precisou de somente 23 minutos na vitória por 2 x 0 sobre a Dinamarca na Copa do Mundo para dar ao técnico Bert van Marwijk um grande fator positivo em uma performance frustrante.

Com Arjen Robben ainda fora da equipe por contusão, Van Marwijk tentou colocar lado a lado os meia-armadores Rafael van der Vaart e Wesley Sneijder no meio-campo da Holanda na segunda-feira, sem sucesso.

Mas a entrada de Elia, de 23 anos, na metade do segundo tempo deu ao treinador as opções que queria pelo lado esquerdo do campo e Elia, logo de cara, já levou perigo à defesa dinamarquesa.

A cinco minutos do final, Elia criou a jogada do segundo gol, que decidiu a partida, quando sua finalização de pé direito bateu na trave e a bola sobrou para Dirk Kuyt marcar.

O papel de Elia obviamente agradou ao treinador, pois lhe deu o tipo de opção que qualquer técnico de uma seleção na Copa do Mundo gostaria de ter.

"Temos várias armas e podemos usá-las de várias formas", disse Van Marwijk à emissora de tevê NOS-TV quando questionado sobre Elia, que fez sua estreia numa Copa do Mundo e somente sua 10a partida pela seleção.

O técnico também gostou da calma demonstrada pelo atleta quando respondeu perguntas de jornalistas após a partida. "É claro que isso é bom, é por isso que você faz isso, para mostrar ao mundo quem você é", disse Elia.

"Este é meu sonho e espero que tenha minha chance de novo na próxima partida. Seria perfeito se eu pudesse começar como titular."

 
<p>Eljero Elia (dir) da Holanda abra&ccedil;a o t&eacute;cnico Bert van Marwijk depois da vit&oacute;ria da sele&ccedil;&atilde;o sobre a Dinamarca no Grupo E da Copa do Mundo. O meia-atacante precisou de somente 23 minutos na vit&oacute;ria por 2 x 0 para dar ao t&eacute;cnico um grande fator positivo em uma performance frustrante. 14/06/2010 REUTERS/David Gray</p>