Seleção reconhece problemas mas exalta vitória na estreia

terça-feira, 15 de junho de 2010 20:24 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - A atuação contra a Coreia do Norte não convenceu nem mesmo os próprios jogadores da seleção brasileira, mas a vitória por 2 x 1 na primeira partida do Mundial foi considerada mais importante que a forma de jogar do time.

O Brasil venceu a Coreia do Norte na terça-feira com gols de Maicon e Elano, ambos no segundo tempo, após uma primeira etapa em que a equipe do técnico Dunga não conseguiu criar alternativas para escapar da retranca do time asiático.

Com a vitória, a equipe lidera o Grupo G, com três pontos, depois do empate sem gols de Costa do Marfim e Portugal, que têm um ponto cada. A Coreia do Norte, em seu primeiro Mundial desde 1966, segue com zero.

"Foi uma partida muito complicada porque eles fecharam os espaços. Foi difícil sobretudo para os atacantes, porque tinha uma maré de jogadores da Coreia, a bola não chegou muito lá na frente, mas no final conseguimos fazer os gols", disse o atacante Luís Fabiano, que mandou para fora a única finalização que fez em toda a partida.

Apesar de Maicon ter sido eleito pela Fifa o melhor jogador em campo, em grande parte pelo bonito gol que fez num chute praticamente sem ângulo, Robinho foi quem mais causou problemas para a defesa adversária.

O atacante, que acabou sem companhia na armação das jogadas devido à atuação apagada de Kaká, reconheceu que o time poderia ter sido mais eficiente.

"O Brasil poderia ter jogado um pouco melhor, mas é estreia, jogo difícil, eles marcando o tempo inteiro atrás, então no geral a gente foi bem. O mais importante era estrear e ganhar", disse.

Para o volante Gilberto Silva, o mais experiente da seleção e que está em seu terceiro Mundial, a equipe sentiu a pressão de uma estreia, o que significa que o time estará mais tranquilo para enfrentar a Costa do Marfim dentro de cinco dias.

"Tinha uma ansiedade muito grande para essa primeira partida, mas agora o peso da estreia já passou e estamos contentes com o resultado, que na verdade é o que vale de verdade nesse momento."

 
<p>Jogadores da sele&ccedil;&atilde;o comemoram vit&oacute;ria de 2 x 1 sobre a Coreia do Norte ap&oacute;s estreia na Copa da &Aacute;frica do Sul. REUTERS/Kai Pfaffenbach</p>