Coreia do Norte vê vitória moral sobre Brasil

quarta-feira, 16 de junho de 2010 06:37 BRT
 

Por Peter Rutherford

JOHANESBURGO (Reuters) - A Coreia do Norte não conseguiu a vitória que previa de forma confiante contra o Brasil, mas conquistou um triunfo moral contra os pentacampeões do mundo na terça-feira.

Os norte-coreanos não poderiam escolher um jogo mais difícil para estrear no Mundial após 44 amos, mas sua defesa altamente organizada rechaçou os esforços da seleção brasileira por várias vezes, até sofrer dois gols no segundo tempo.

A agência de notícias oficial da Coreia do Norte, a KCNA, disse que a equipe do técnico Kim Jong-hun jogou de igual para igual contra a equipe sul-americana durante toda a partida em que foi derrotada por 2 x 1.

"Desde o início da partida, as duas equipes travaram uma batalha lá e cá", disse a KCNA. "Os jogadores da RDPC (República Democrática Popular da Coreia, nome oficial do país) criaram boas chances para finalizar e não perderam a confiança mesmo depois de sofrerem dois gols."

Perdendo de 2 x 0 após gols de Maicon e Elano, os norte-coreanos passaram a pressionar e conseguiram diminuir a vantagem brasileira nos minutos finais.

"Por volta dos 43 do segundo tempo da partida, Jong Tae-se cabeceou a bola para passá-la para Ji Yun-nam, que chutou para marcar", disse a KCNA.

Com o empate em 0 x 0 entre Portugal e Costa do Marfim na outra partida do Grupo G da Copa, a Coreia do Norte ocupa a lanterna da chave, mas o técnico Kim Jong-hun disse que sua equipe aprendeu muito com a derrota para o Brasil.

"Embora não tenhamos vencido, ganhamos muita experiência e iremos com muito mais confiança para as duas outras partidas do grupo", disse ele em entrevista coletiva.

"Temos cinco dias para nos prepararmos para nossa próxima partida (contra Portugal), vamos reavaliar nossa tática e decidir se precisamos ser um pouco mais ofensivos ou um pouco mais defensivos."

A Coreia do Norte encerra sua campanha na primeira fase do Mundial no dia 25 de junho contra a Costa do Marfim.

 
<p>Ji Yun-nam da Coreia do Norte comemora gol durante jogo contra o Brasil pelo Grupo G da Copa do Mundo. A Coreia do Norte n&atilde;o conseguiu a vit&oacute;ria que previa de forma confiante contra o Brasil, mas conquistou um triunfo moral contra os pentacampe&otilde;es do mundo na ter&ccedil;a-feira. REUTERS/Kai Pfaffenbach</p>