Coreia do Sul não tem um Messi, diz Maradona

quarta-feira, 16 de junho de 2010 12:23 BRT
 

PRETÓRIA (Reuters) - A grande vantagem da Argentina para enfrentar a Coreia do Sul no Mundial é que a equipe asiática não tem um jogador como Lionel Messi, comentou nesta quarta-feira o técnico argentino Diego Maradona.

A Argentina disputará na quinta-feira a liderança do Grupo B diante do rival asiático, depois que ambos os times venceram suas estreias contra Nigéria e Grécia respectivamente.

"Com todo o respeito do mundo, vocês não têm um Messi", disse Maradona em coletiva de imprensa.

A "Pulga", como Messi é conhecido, é o centro das atenções dos torcedores e da mídia, e muitos se perguntam se ele poderá repetir no Mundial suas geniais atuações no Barcelona, pelas quais foi considerado o melhor jogador da atualidade.

Os especialistas afirmam que em seu clube Messi está mais bem assessorado por meio-campistas de grande qualidade como Xavi e Andrés Iniesta.

Mas seu técnico o vê cada vez melhor no papel de líder do ataque argentino.

"Vejo-o tão sereno, tão maduro que fico tranquilo. Ele precisava de um jogo assim (contra a Nigéria), uma partida de líder, carismático com os companheiros. Jogar uma partida assim para o povo", afirmou.

Maradona também destacou os pontos fortes de seus próximos rivais, em cuja vitória por 2 x 0 contra a seleção grega mostraram bom trabalho de equipe assim como algumas grandes atuações individuais.

"A Coreia do Sul se baseia em uma defesa coletiva muito forte, são muito rápidos, têm um bom time, são respeitáveis. Mas vamos entrar para vencer essa partida", acrescentou o técnico, otimista.

(Por Enrique Andrés Pretel)