Polícia dispersa seguranças que protestavam na Cidade do Cabo

quinta-feira, 17 de junho de 2010 13:07 BRT
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - A polícia sul-africana usou bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar cerca de 200 guardas que protestavam ilegalmente do lado de fora da sede de seus empregadores na Cidade do Cabo, disse uma autoridade policial nesta quinta-feira.

O coronel Andre Taut disse que sete guardas, empregados da Stallion Security Consortium, foram presos por participarem da manifestação e comparecerão em breve a um tribunal.

O incidente de quinta-feira é o mais recente envolvendo guardas contratados pela Stallion, que foram substituídos pela polícia na segurança dos estádios da Copa do Mundo na Cidade do Cabo e em Durban, após greves que foram condenadas pelos organizadores da Copa do Mundo.

(Reportagem de Wendell Roelf)