Goleiro de Portugal pede mais ousadia ao ataque

quinta-feira, 17 de junho de 2010 14:15 BRT
 

Por Shrikesh Laxmidas

MAGALIESBURG, África do Sul (Reuters) - Portugal precisa ser mais ousado na busca por gols contra a Coreia do Norte do que foi no empate com a Costa do Marfim, disse o goleiro Eduardo nesta quinta-feira.

"Estamos conscientes de que temos que vencer na segunda-feira. Talvez nos tenha faltado um pouco de ousadia perto da área da Costa do Marfim. Temos que buscar gols", declarou Eduardo aos repórteres.

"Mas jogamos contra um time forte, bem organizado e em ótima forma física. Nessa competição vimos que as partidas estão complicadas porque as seleções estão bem organizadas. Às vezes 1 x 0 é como uma lavada", acrescentou.

Cristiano Ronaldo chegou perto com um tiro de longa distância que acertou o travessão, mas fora isso Portugal criou poucas oportunidade, mostrando cautela diante do time africano.

Se o belo chute de Ronaldo tivesse entrado, teria sido seu primeiro gol para Portugal em dois anos. A sina do atacante é parte de uma carência duradoura de gols para os portugueses.

Eles suaram para chegar ao Mundial, incapazes de transformar futebol bonito em resultados, e foram forçados a derrotar a Bósnia na repescagem. O atacante brasileiro naturalizado português Liedson foi chamado para ajudar, mas depois de um início promissor tampouco voltou a render.

Simão, artilheiro do time nas eliminatórias com cinco gols, deve reconquistar seu posto contra os norte-coreanos depois que Danny se mostrou incapaz de repetir seu bom desempenho nos amistosos.

O clima sombrio que se seguiu ao empate sem gols incluiu a crítica de Deco à estratégia do técnico Carlos Queiroz. O jogador se desculpou e deve ser escalado na segunda-feira.

Indagado se poderia nomear cinco jogadores norte-coreanos, Eduardo respondeu: "Não, são muito difíceis de pronunciar. Mas o importante é saber do que são capazes e quais são suas principais fraquezas para podermos tirar vantagem disso".

Depois de enfrentar a Coreia do Norte, Portugal encerra sua participação na primeira fase contra o Brasil.

 
<p>Jogadores da sele&ccedil;&atilde;o portuguesa Cristiano Ronaldo (esq), Deco (dir) e Miguel fazem aquecimento durante sess&atilde;o de treino em Magaliesburgo. Portugal precisa ser mais ousado na busca por gols contra a Coreia do Norte do que foi no empate com a Costa do Marfim, disse o goleiro Eduardo nesta quinta-feira. 17/06/2010 REUTERS/Jose Manuel Ribeiro</p>