Meio-campista MacBeth exige mais garra da África do Sul

sexta-feira, 18 de junho de 2010 10:43 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul não lutou o suficiente na derrota contra o Uruguai nesta semana e vai precisar mostrar mais atitude se quiser deixar a competição com alguma honra, disse o meio-campista MacBeth Sibaya nesta sexta.

O atleta que joga na Rússia está próximo de fazer a sua primeira partida pelo time da casa no grupo A contra a França em Bloemfontein na terça - um jogo em que os sul-africanos seguem torcendo por um milagre matemático, mas que na realidade já parece um caso perdido.

"Nós poderíamos ter tido muito mais determinação. Não podemos esperar jogar normalmente em um torneio como esse, da maneira que estamos acostumados. Em alguns jogos, é preciso se sacrificar e fazer o trabalho sujo," disse em coletiva de imprensa em Johanesburgo.

Sibaya, que tem a reputação de falar francamente jogou em todas as três partidas da África do Sul na Copa de 2002, mas ficou no banco nesse torneio.

A suspensão de Kagisho Dikgacoi abriu uma possibilidade para a sua entrada, mas a participação dele depende da decisão do técnico Carlos Alberto Parreira entre ele ou o promissor Thanduyise Khuboni.

"Acredito que o jogo contra a França será muito difícil e teremos que mostrar atitude. Precisamos de mais espírito de luta," disse Sibaya.

Uma vitória contra a França daria aos sul-africanos uma chance mínima de passar para a próxima fase, mas isso dependeria do resultado da outra partida do grupo A entre México e Uruguai, que ocorre simultaneamente.

"Talvez aconteça um milagre, mas é como escalar o Monte Everest," admitiu Sibaya.

Qualquer oportunidade realista que os donos da casa tinham de passar acabou na vitória de 2 x 0 do México contra a França em Polokwane. Agora, tanto México quanto Uruguai têm quatro pontos e os franceses e sul-africanos tem um ponto cada dos dois primeiros jogos.

"Estamos divididos com a vitória do México. Não é fácil manter a coragem, nós precisamos de cinco ou seis gols para continuar," disse em tom resignado.