Bolas, contusões e namoradas geram pesadelos nos goleiros

sexta-feira, 18 de junho de 2010 10:48 BRT
 

Por Mitch Phillips

CIDADE DO CABO (Reuters) - Erros marcantes, problemas com a bola e seu voo difícil de prever, contusões, um raro cartão vermelho e até acusação de distração por conta da namorada ajudaram a transformar a primeira semana desta edição da Copa do Mundo em um pesadelo para os goleiros.

Qualquer erro na última linha da defesa é sempre mais perigoso, mas não há como negar que esta competição gerou mais enganos do que seria necessário.

O inglês Robert Green indicou como seriam as coisas para os goleiros no segundo dia de torneio quando permitiu que um chute despretensioso de Clint Dempsey saísse de suas mãos e desse o empate para o time dos Estados Unidos em 1 x 1.

Green terá que aguardar até momentos antes da partida desta sexta contra a Argélia para saber se ele será titular novamente e se poderá apertar as mãos do goleiro argelino Fawzi Chaouchi que falhou ao não conseguir defender um chute fraco de Robert Koren que garantiu a vitória da Eslovênia por 1 x 0 no Grupo C.

As esperanças dos paraguaios de conseguir uma vitória surpreendente contra a Itália desapareceram quando Justo Villar saiu muito mal em um escanteio e deixou a bola para que Daniele De Rossi empatasse o jogo em 1 x 1, enquanto o experiente Mark Schwarzer falhou de maneira similar em um cruzamento que acabou na cabeça de Miroslav Klose e em outro gol para os alemães no 4 x 0 contra a Austrália.

O erro do goleiro grego Alexandros Tzorvas abriu o placar da partida contra a Nigéria do goleiro Vincent Enyeama - que foi o melhor jogador da partida na derrota da estreia contra a Argentina. Enyeama retribuiu o favor ao falhar e deixar entrar o chute de Alexandros Tziolis que garantiu a vitória dos gregos por 2 x 1.

"Acredito que um dos problemas para os goleiros é a bola", disse o técnico do time inglês Fabio Capello. "Algumas vezes, o ricochete é mais alto do que o normal." O técnico do México Javier Aguirre concorda que a nova bola Jabulani é a culpada. "Não é uma desculpa, mas claramente os goleiros estão sofrendo muito", disse.

O goleiro de Portugal Eduardo, que talvez tenha tido sorte já que os adversários da Costa do Marfim mal o testaram no primeiro jogo, disse: "A bola é bem difícil, mas sempre digo que o mais importante é se preparar para isso. Estamos treinando mais e exigindo mais de nós mesmos para não termos problemas."   Continuação...

 
<p>Green pega bola durante treino. Erros marcantes, problemas com a bola e seu voo dif&iacute;cil de prever, contus&otilde;es, um raro cart&atilde;o vermelho e at&eacute; acusa&ccedil;&atilde;o de distra&ccedil;&atilde;o por conta da namorada ajudaram a transformar a primeira semana desta edi&ccedil;&atilde;o da Copa do Mundo em um pesadelo para os goleiros.17/06/2010.REUTERS/Dylan Martinez</p>