Jogadores dos EUA se irritam com gol anulado contra Eslovênia

sexta-feira, 18 de junho de 2010 16:02 BRT
 

Por Karolos Grohmann

JOHANESBURGO (Reuters) - Os jogadores dos Estados Unidos e seu técnico ficaram furiosos depois que um gol nos minutos finais contra a Eslovênia foi anulado, negando à seleção norte-americana uma vitória de virada após um empate emocionante de 2 x 2 nesta sexta-feira.

Os EUA lutaram para se recuperar de dois gols sofridos no primeiro tempo e empataram a oito minutos do encerramento, até Maurice Edu conferir aos 40 minutos da segunda etapa e ver seu gol anulado.

"Honestamente, acho que o principal é que os jogadores da Eslovênia estavam segurando os nossos", disse o técnico Bob Bradley.

"Um jogador abraçou Michael (Bradley), Michael tentou se livrar e sofreu falta. Não sei se isso está correto, mas é uma versão", disse ele.

"Há momentos em que você fica frustrado porque sente que a situação não foi tratada 100 por cento corretamente. Mas o jogo é assim, você tem que seguir adiante".

Landon Donovan, autor de um gol, disse ter pedido repetidamente ao árbitro Koman Coulibaly, do Mali, uma explicação, mas não recebeu nenhuma.

"Para ser sincero, não sei quanto inglês ele fala. Perguntamos várias vezes a ele, e não em tom de discussão, mas ele nos ignorou".