19 de Junho de 2010 / às 16:25 / em 7 anos

Com 10 em campo, Austrália empata com Gana

<p>Harry Kewell, da Austr&aacute;lia, reagindo ao cart&atilde;o vermelho durante partida contra o Gana neste s&aacute;bado na Copa do Mundo 2010. REUTERS/Lee Jae-Won</p>

Por Timothy Collings

RUSTENBURGO (Reuters) - A Austrália superou sua idade avançada e a precoce expulsão do atacante Harry Kewell para mostrar valentia para sobreviver na Copa do Mundo no sábado ao segurar um dramático empate em 1 x 1 com Gana.

Em um encontro aberto, veloz e cheio de incidentes válido pelo Grupo D, os Socceroos mostraram grande espírito, bravura e ambição para conquistar seu primeiro ponto no torneio.

Os australianos abriram o placar cedo, aos 11 minutos de jogo, quando Brett Holman aproveitou o erro do goleiro Richard Kingson de Gana, que rebateu um chute de Mark Bresciano, permitindo que Holman aproveitasse o rebote para ir ás redes.

Mas as esperanças de vitória foram arruinadas quando Kewell foi expulso pelo árbitro italiano Roberto Rossetti 13 minutos mais tarde, após a bola tocar seu braço em cima da linha.

Asamoah Gyan esperou enquanto Kewell argumentava e gesticulava na sua saída de campo - ele finalmente saiu escoltado por funcionários da Fifa - antes de bater o pênalti forte no canto direito .

Foi o segundo pênalti consecutivo de Gana, que marcou também desta forma o único gol da vitória sobre a Sérvia.

Este foi o fim dos gols, mas apenas o começo da empolgação dos dois times, que fizeram uma partida repleta de jogadas individuais, erros terríveis, várias aberturas de jogo, bravura da defesa e dos goleiros.

Gana teve várias chances de vencer, mas quando Gyan, aos 5 do segundo tempo e Quincy Owosu-Abeyie, aos 43, acertaram o alvo, o veterano goleiro dos Socceroos Mark Schwarzer, 37 anos, fez duas soberbas defesas.

Do outro lado, Kingson defendeu um chute de Luke Wilkshire aos 27 minutos e levantou-se a tempo de também defender o rebote de Joshua Kennedy em frente a ele.

Quando o apito final soou, o lateral direito de Gana John Pantsil precisou tratar de um machucado no rosto após um violento choque com o australiano Kennedy e seu próprio companheiro Lee Addy. Ele foi levado em uma maca.

O australiano Kewell disse aos repórteres depois do jogo que sua expulsão foi muito rigorosa.

“Todo mundo viu que sim, ok, foi pênalti. Mas foi deliberado? Claro que não, eu nunca tive intenção”, disse.

Sua expulsão deixou o time com 10 jogadores pelo segundo jogo consecutivo. O meio-campista australiano Tim Cahill foi expulso na primeira partida contra a Alemanha e não jogou a partida contra Gana.

“Penso que mostramos nosso verdadeiro espírito (após a expulsão). Seria melhor se tivéssemos jogado toda a partida com 11 jogadores. É uma vergonha o que aconteceu, mas é o futebol, você não pode se deixar cair e tem que seguir em frente”, disse Kewell.

Gana lidera o grupo com quatro pontos em duas partidas e precisa de um empate na última partida contra a Alemanha no estádio Soccer City em Johanesburgo na quarta-feira para garantir a classificação ás oitavas-de-final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below