Kaká adota silêncio sobre expulsão e comemora evolução em campo

domingo, 20 de junho de 2010 19:42 BRT
 

Por Pedro Fonseca

JOHANESBURGO (Reuters) - Kaká optou pelo silêncio a respeito da terceira expulsão da carreira, sofrida no final da vitória do Brasil por 3 x 1 sobre a Costa do Marfim, e preferiu exaltar sua atuação no jogo deste domingo, em que deu dois passes para gol e só não permaneceu em campo até o fim por ter recebido o cartão vermelho.

O meia da seleção brasileira levou dois cartões amarelos no espaço de três minutos por dois lances com Kader Keita. Primeiro, o brasileiro, visivelmente irritado com a marcação adversária, empurrou o marfinense, e depois aparentemente acerta o peito do rival com o cotovelo, num lance sem bola, que resultou em sua primeira expulsão pela seleção.

"Não vou comentar a expulsão. A imagem fala por mim, as imagens estão aí e vocês podem ver o que aconteceu", afirmou o camisa 10 do Brasil a jornalistas depois da partida, acrescentando que o árbitro francês Stephane Lannoy perdeu o controle do jogo no final.

"No final o jogo ficou um pouco mais violento, isso não é legal para o jogo e para os jogadores, mas acho que a Fifa sabe o que fazer com os árbitros."

Depois de uma estreia apagada na Copa do Mundo, em que foi substituído no segundo tempo da vitória por 2 x 1 sobre a Coreia do Norte, Kaká começou o jogo contra a Costa do Marfim repetindo os mesmos erros da primeira partida.

As três primeiras tentativas de arrancada foram desarmadas com facilidade pelos marfinenses, e um lançamento para Robinho saiu forte demais e foi direto para a linha de fundo.

Mas a partir da tabela com Luís Fabiano que resultou no primeiro gol brasileiro Kaká cresceu no jogo. Depois de uma boa descida pela esquerda, o meia cruzou no pé de Elano para o terceiro gol brasileiro.

"Aos poucos a confiança vai crescendo, as coisas vão acontecendo. Estou muito feliz pelo resultado, pelo jogo que fiz, por ter participado diretamente dos gols", afirmou o jogador, que apresentou-se à seleção brasileira para o Mundial com uma lesão muscular na coxa esquerda, após uma temporada em que sofreu outras contusões no Real Madrid.

Com o cartão vermelho, Kaká está fora da partida de sexta-feira contra Portugal, quando o Brasil, já classificado, deve lutar pela primeira posição do Grupo G. Apesar de se dizer "triste" pela ausência, o jogador procurou o lado positivo da suspensão.

"Vou continuar fazendo o meu trabalho de fortalecimento muscular e vou voltar muito bem depois dessa pausa para as oitavas-de-final", afirmou.

 
<p>O meia Kak&aacute; deixa o campo ap&oacute;s ser expulso na partida em que o Brasil venceu a Costa do Marfim por 3 x 1. REUTERS/Kim Kyung-Hoon</p>