Gol de Luís Fabiano não foi com "mão de Deus", diz Maradona

segunda-feira, 21 de junho de 2010 09:46 BRT
 

Por Rex Gowar

PRETÓRIA (Reuters) - O segundo gol de Luís Fabiano na vitória do Brasil por 3 x 1 sobre a Costa do Marfim pela Copa do Mundo não foi feito com a "mão de Deus", como chegou a afirmar o brasileiro, disse o técnico da seleção argentina Diego Maradona nesta segunda-feira.

"Não, esse foi com o braço, ele ajeitou a bola com braço, é muito evidente, acho que ele usou o braço duas vezes", disse o treinador aos risos.

Maradona marcou o gol original com a "mão de Deus" na vitória da Argentina por 2 x 1 sobre a Inglaterra na Copa do Mundo de 1986 no México, na qual ele foi capitão da seleção argentina que conquistou o título.

"Que tragicômico o sorriso do árbitro depois", disse Maradona em entrevista coletiva após o triunfo brasileiro pelo Grupo G do Mundial, que deu ao Brasil a classificação antecipada para as oitavas-de-final.

"Quando marquei o gol contra a Inglaterra, não vi o sorriso do árbitro. Ele tinha tantas dúvidas, ele olhou para seus assistentes, não havia quarto árbitro naquela época, ele olhou para a torcida para ver se eles lhe ajudavam."

"Mas ontem (domingo), o árbitro correu para o círculo central rindo, e foi isso que nos chocou a todos", disse Maradona, na véspera da última partida da Argentina no Grupo B do Mundial contra a Grécia em Polokwane.

"Então, se você viu, por que não apitou?", acrescentou, como se tivesse falando diretamente com o árbitro, o francês Stephane Lannoy.

Após abrir o placar para o Brasil aos 25 minutos, Luís Fabiano fez o segundo aos cinco minutos do segundo tempo. Elano fez o terceiro gol brasileiro e Didier Drogba descontou para os marfinenses.

"Aconteceu em um momento particular da partida, porque, com 2 x 0, o Brasil praticamente fechou o jogo", disse Maradona.

Maradona, que frequente busca afastar o favoritismo da seleção argentina neste Mundial, disse que o Brasil ainda é o time a ser batido. "O Brasil não está jogando bem, mas está resolvendo as partidas, e por isso eles ainda são os favoritos", disse.

 
<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o argentina, Diego Maradona, antes da coletiva de imprensa no est&aacute;dio de Loftus Versfeld. Maradona disse que o segundo gol de Lu&iacute;s Fabiano na vit&oacute;ria do Brasil por 3 x 1 sobre a Costa do Marfim pela Copa do Mundo n&atilde;o foi feito com a "m&atilde;o de Deus", mas com o bra&ccedil;o. 21/06/2010 REUTERS/Enrique Marcarian</p>