Jogadores franceses podem se recusar a atuar, diz técnico

segunda-feira, 21 de junho de 2010 15:57 BRT
 

Por Patrick Vignal

BLOEMFONTEIN (Reuters) - Alguns dos jogadores da França podem não querer enfrentar a África do Sul em sua última partida pelo Grupo A na terça-feira após o atrito causado pelo corte do atacante Nicolas Anelka, disse o acuado técnico Raymond Domenech.

Domenech disse em coletiva de imprensa nesta segunda-feira que apoia a decisão da Federação Francesa de Futebol (FFF) de expulsar Anelka da seleção depois que o jogador o insultou no intervalo da derrota de 2 x 0 para o México, e atacou a "imbecilidade" da equipe por boicotar o treino de domingo.

"É uma possibilidade" que alguns jogadores possam não jogar contra os anfitriões, disse Domenech, que enfrentou uma verdadeira rebelião nas últimas 48 horas.

"Vamos ter que levar isso em conta quando eu escalar o time com minha comissão", disse o treinador de 58 anos em uma coletiva de imprensa lotada.

Um desses jogadores pode ser o capitão Patrice Evra, que não participou da coletiva pré-jogo a que normalmente comparecem técnico e capitão.

Isso pode ser um sinal de que Evra, que liderou o protesto dos jogadores contra a FFF, pode não atuar na terça-feira.

"A punição foi totalmente justificada e eu apoio inteiramente a decisão da federação", afirmou Domenech nesta segunda-feira. "Ninguém pode se permitir tal comportamento".

PALAVRAS DURAS   Continuação...