21 de Junho de 2010 / às 22:18 / 7 anos atrás

Capello critica entrevista de Terry sobre crise no time

Por Timothy Collings

RUSTENBURG, África do Sul (Reuters) - O técnico da Inglaterra, Fabio Capello, disse na segunda-feira que o zagueiro John Terry cometeu um "erro muito grande" ao falar com a imprensa sobre o ambiente ruim dentro da delegação.

O técnico disse que o ex-capitão da seleção deveria ter levado os problemas à comissão técnica, e os jogadores se uniram em negar que haja uma rebelião no elenco.

"Não entendo por que não conversaram comigo", disse o italiano Capello ao canal britânico ITV.

Antes, o "vice-capitão" Frank Lampard negou que tenha havido um acerto de contas entre os jogadores e o técnico, como Terry previu no domingo que aconteceria.

"Falei com alguns jogadores e acho que só o John Terry falou isso", acrescentou Capello. "Ninguém falou comigo sobre esses comentários. Minha porta está sempre aberta. Se você quiser conversar comigo, pode conversar comigo. Sempre que eu tenho uma reunião pergunto ao meu capitão: 'Problemas? Quer dizer alguma coisa?'."

Para ele, os jogadores cometem um "um erro muito grande" quando levam os problemas à imprensa em vez de conversarem dentro da delegação. "Espero que do grande erro saia um grande desempenho", disse.

Capello negou que exista uma "Revolução Francesa" em andamento na sua equipe. "Não é uma revolução. É um erro de um jogador, mas revolução nenhuma."

Lampard, porta-voz mais articulado do time, havia antes dito à imprensa que não existe nenhum complô para amolecer a mão-de-ferro de Capello. Ele disse que o time teve uma reunião de rotina após o pífio empate sem gols contra a Argélia, resultado que deixou o time na obrigação de vencer a líder Eslovênia no terceiro jogo.

Na mesma cadeira onde Terry na véspera prometera a "lavagem de roupa", Lampard disse que seu amigo e capitão do Chelsea foi mal interpretado.

Terry disse a jornalistas que nove jogadores se reuniram na noite de sexta-feira passada na Cidade do Cabo para examinar os erros do time. Dizendo representar os jogadores e o time, ele afirmou que era hora de externar verdades que poderiam magoar o técnico.

Mas Lampard disse que Terry estava, como sempre, colocando a emoção acima da razão. "Esse é o John, um homem apaixonado e um jogador apaixonado, mas foi só uma reunião comum. Temos três ou quatro delas por semana, para ver coisas diferentes, e não, não foi nada acalorada."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below