África do Sul derrota França, mas se despede do Mundial

terça-feira, 22 de junho de 2010 13:54 BRT
 

Por Mark Gleeson

BLOEMFONTEIN (Reuters) - A seleção da África do Sul bateu uma França apática por 2 x 1 nesta terça-feira, mas se tornou a primeira seleção anfitriã a ser eliminada na primeira fase de um Mundial.

Os sul-africanos, comandados pelo brasileiro Carlos Alberto Parreira, abriram o placar aos 20 minutos com Bongani Khumalo. Cinco minutos depois, a França ficou em desvantagem numérica também dentro de campo, com a expulsão de Yoann Gourcuff.

Gourcuff deu uma cotovela em MacBeth Sibaya ao saltar para uma disputa de bola na cara do gol, mas o gesto não pareceu intencional.

Com um a mais, Katlego Mphela ampliou aos 37 para os donos da casa. Mas a África do Sul não aproveitou novas chances e chegou a acertar uma bola na trave.

Precisando de mais gols para chegar à segunda fase, os Bafana Bafana foram para o ataque e permitiram que a França diminuísse aos 25 do segundo tempo com Florent Malouda.

PARREIRA ANIMADO

Apesar de entrar para a história como primeiro técnico de uma seleção anfitriã a ser eliminado ainda na primeira fase de um Mundial, o resultado deu a Parreira sua primeira vitória em Copas do Mundo com uma seleção que não fosse a brasileira. Ele também já dirigiu as seleções de Kuweit, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos em Mundiais.

"Tenho orgulho dos meninos. Deram orgulho ao país e mostraram progresso", disse Parreira, animado, apesar da eliminação.   Continuação...

 
<p>Jogador da &Aacute;frica do Sul Bongani Khumalo (esq) comemora gol contra a Fran&ccedil;a pelo Grupo A da Copa do Mundo. Apesar de vencer por 2x1, a sele&ccedil;&atilde;o sul-africana foi eliminada na primeira fase. 22/06/2010 REUTERS/Adnan Abidi</p>