Olimpíada pode ser próximo desafio, diz presidente sul-africano

terça-feira, 22 de junho de 2010 17:12 BRT
 

Por Mark Gleeson

BLOEMFONTEIN (Reuters) - Sediar a Copa do Mundo com sucesso pode ser um incentivo para a África do Sul lutar para sediar a primeira Olimpíada em solo africano, disse o presidente Jacob Zuma à Reuters nesta terça-feira.

Ele disse que apoiaria a candidatura futura de uma cidade sul-africana para acolher os Jogos.

"Temos as instalações. Aqueles que tomam as decisões (sobre a sede de grandes eventos esportivos) viram como a África do Sul é. Tenho certeza de que podemos fazê-lo", disse ele após a vitória da seleção da casa por 2 x 1 sobre a França.

"Vou colocar na agenda, porque é importante trazer pessoas de todo o mundo aqui. O esporte é muito importante para nós".

Zuma afirmou que sediar o Mundial de futebol de 64 partidas ao longo de um mês melhorou a imagem do país.

"Agora se sabe que a África é capaz de sediar qualquer torneio grande. Esse fato está fora de discussão daqui por diante. Acho que a África agora terá uma imagem muito melhor e que as pessoas irão se identificar mais com o continente. E os efeitos econômicos colaterais são enormes", acrescentou.

A Cidade do Cabo foi a primeira cidade africana a se candidatar às Olimpíadas, mas foi massacrada na votação para os Jogos de 2004, vencida por Atenas.

Durban, que alardeia ser a capital do esporte na África, expressou interesse em sediar a Olimpíada no futuro e construiu seu novo estádio para a Copa do Mundo com espaço suficiente para conter uma pista de atletismo.

Na semana passada Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), encorajou uma candidatura africana para os Jogos Olímpicos.

"Eu adoraria ter um candidato africano viável na escolha dos próximos Jogos, a saber os de 2020", declarou ele em entrevista a uma rádio alemã.