Partida de tênis de 10 horas é retomada em Wimbledon

quinta-feira, 24 de junho de 2010 12:00 BRT
 

Por Pritha Sarkar

LONDRES (Reuters) - "Sinto como (se fosse) um milhão de dólares", disse John Isner no Twitter nesta quinta-feira horas antes de seu retorno à quadra 18 de Wimbledon pelo terceiro dia consecutivo para retomar uma partida contra Nicolas Mahut, que já se tornou um folclore esportivo.

Como é possível Isner estar sentindo qualquer outra coisa além de dor, cansaço ou estafa mental é uma pergunta para qualquer um depois que ele travou uma batalha por 10 horas com Mahut antes de o jogo do All England Club ser suspenso quando estava empatado em 59 games no quinto set nesta quarta-feira.

O mundo esperou para ver o capítulo 3 dessa intrigante partida no dia em que a rainha Elizabeth visita o campeonato pela primeira vez em 33 anos.

Mas as disputas serão realizadas longe da principal quadra central, onde a rainha estará presente, e o campeão John McEnroe brincou: "Ainda bem que Isner e Mahut não têm que se curvar porque se tivessem, não conseguiriam levantar de novo".

Foi tão demorado e exaustivo, que sem final em vista, McEnroe também sugeriu que os médicos deveriam ter ficado disponíveis para dar assistência aos tenistas se necessário.

"Achei que Isner começaria a delirar e fiquei preocupado com sua saúde", disse McEnroe depois de assistir seu colega norte-americano mal conseguindo colocar o pé em frente do outro.

O jogo atingiu proporções épicas, que os tenistas quebraram recordes em quase todas as jogadas durante o quinto set -- que já durava um tempo surreal de sete horas e seis minutos.

Depois do evento desgastante de quarta-feira -- quando suspenderam a batalha aos 0-0 do quinto set -- a dupla recebeu um dia de descanso na quinta-feira pelos organizadores de Wimbledon.