Isner vence partida mais longa da história após mais de 11 horas

quinta-feira, 24 de junho de 2010 13:34 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - A partida de tênis mais longa da história finalmente chegou ao fim nesta quinta-feira quando o norte-americano John Isner derrotou o francês Nicolas Mahut com 70-68 no quinto set da épica batalha em Wimbledon.

Isner venceu uma intrigante partida de primeira rodada com 6-4, 3-6, 6-7, 7-6 e 70-68 na quadra 18 de Wimbledon em um jogo que durou 11 horas e cinco minutos. O último set sozinho durou oito horas e 11 minutos.

O norte-americano 23o cabeça-de-chave encerrou a disputa com um golpe de backhand depois de mais uma hora de jogo que foi retomado no 59-59 no set decisivo, interrompido na quarta-feira por conta da pouca luz.

"Estou um pouco cansado", disse um eufórico Isner em uma entrevista na quadra.

"Quando você joga uma partida assim, com um clima assim, você não se sente cansado. Esse público é fantástico."

"O cara (Mahut) é um verdadeiro guerreiro. Eu quero compartilhar esse dia com ele, foi uma verdadeira honra. Desejo a ele o melhor e espero vê-lo em algum lugar no futuro e não será 70-68."

Isner caiu para o chão desacreditado e depois que os dois jogadores se abraçaram na rede, Mahut afundou em sua cadeira e cobriu a cabeça com sua toalha.

A mais longa partida até então havia sido de seis horas e 33 minutos na partida entre Fabrice Santoro e Arnaud Clement no Aberta da França de 2004.

 
<p>Norte-americano John Isner comemora vit&oacute;ria sobre o franc&ecirc;s Nicolas Mahut depois de disputar a mais longa partida de t&ecirc;nis da hist&oacute;ria. Isner venceu por 70-68 no quinto set da &eacute;pica batalha em Wimbledon. 24/06/2010 REUTERS/Suzanne Plunkett</p>