Dunga pede desculpas à torcida por "desabafo" e se emociona

quinta-feira, 24 de junho de 2010 15:42 BRT
 

Por Pedro Fonseca

DURBAN (Reuters) - O técnico Dunga demonstrou nesta quinta-feira um lado diferente do comportamento rude que cultiva desde os tempos de jogador ao se emocionar citando o pai doente e pedir desculpas à torcida por um desentendimento com um jornalista após o último jogo da seleção.

Dunga, que mantém fora de campo o mesmo estilo firme que o marcou como capitão do Brasil, está com seu pai internado em um hospital de Ijuí (RS), ao mesmo tempo em que vive uma guerra com a imprensa que acompanha a seleção brasileira no Mundial da África do Sul.

"Temos que lutar, a adversidade só vai fazer com que a gente cresça", respondeu o treinador quando perguntado sobre o pai, que luta contra o mal de Alzheimer e foi hospitalizado enquanto o treinador já estava concentrado com a seleção para a Copa do Mundo.

"Para mim é só mais uma oportunidade de mostrar para o meu pai o que ele me ensinou. Homem pra ser homem tem que ter virtude, posição, coerência, dignidade, transparência. Tem que saber pedir desculpas quando erra, mas sempre fazer as coisas no caminho que eu quero", acrescentou Dunga, visivelmente emocionado, em entrevista coletiva no estádio Moses Mabhida, local do jogo Brasil x Portugal na sexta-feira.

Ao citar as desculpas, o treinador estava referindo-se a um momento anterior da entrevista, no qual se desculpou com a torcida por um incidente no último domingo, quando desentendeu-se com um jornalista numa entrevista coletiva e as ofensas foram captadas pelos microfones.

"Quero pedir desculpas ao torcedor brasileiro pela forma que me comportei. O torcedor que sempre tem apoiado a seleção brasileira não tem nada a ver com os problemas pessoais meus", afirmou o treinador.

"Peço desculpas ao torcedor, eles não têm que ouvir algum desabafo meu. Eles tem apenas que torcer pela seleção brasileira", acrescentou.

O Brasil, já classificado para as oitavas de final do Mundial após as vitórias sobre Coreia do Norte (2 x 1) e Costa do Marfim (3 x 1), enfrenta Portugal na sexta-feira para definir a primeira colocação do Grupo G e o consequente adversário na primeira rodada do mata-mata.

 
<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o Dunga pediu desculpas &agrave; torcida por declara&ccedil;&otilde;es ap&oacute;s o jogo contra a Costa do Marfim, no domingo, e se emocionou. REUTERS/Paul Hanna</p>