Para Dunga, Brasil insistiu pelo meio e tem que melhorar

sexta-feira, 25 de junho de 2010 15:19 BRT
 

DURBAN (Reuters) - A seleção brasileira errou ao tentar muitas jogadas por um meio-campo congestionado e precisa melhorar para a próxima fase da Copa do Mundo, disse o técnico Dunga após o empate sem gols contra Portugal nesta sexta-feira.

Dunga disse que, como Portugal atuou recuado, sua equipe teve dificuldade em armar as jogadas e deveria ter tentado atuar pelas laterais.

"Quando um time todo se defende e você coloca 20 jogadores dentro do meio-campo, os espaços ficam reduzidos. Por essa vontade do Brasil de ganhar, a gente forçou muito o jogo pelo meio, eu gostaria que fosse mais pelas laterais", declarou Dunga em entrevista coletiva.

Das três ausências do Brasil no jogo --Kaká (suspenso), Elano (lesionado) e Robinho (poupado por causa de uma dor muscular)-- Dunga acredita que o último fez mais falta à seleção, por sua capacidade de driblar.

"Talvez o jogador que mais acrescentaria para nós seria o Robinho, pelo drible em uma espaço reduzido", explicou ele, acrescentando não ter ficado satisfeito com o resultado.

"Não só eu como os jogadores não estamos felizes. Nós jogamos para ganhar. Queremos ganhar sempre. Mesmo com o resultado a nosso favor (o empate), faltando cinco minutos para acabar o jogo, nós tentamos atacar enquanto a equipe adversária jogou a maior parte do tempo no nosso erro", disse.

Com o empate, o Brasil se classificou em primeiro lugar no Grupo G com sete pontos, dois a mais que Portugal, também garantido nas oitavas de final. As vitórias do time brasileiro aconteceram diante de Coreia do Norte (2 x 1) e Costa do Marfim (3 x 1), e Dunga classificou a primeira fase do time como "regular".

"O time foi regular dentro da competição, fez os resultados que tinha que fazer, teve postura de equipe. Não deixou a desejar nada. Agora, é normal que temos que evoluir, tem que melhorar. Quanto mais o grau de dificuldade aumenta, mais temos que nos superar."

O próximo confronto brasileiro acontecerá na segunda-feira contra o segundo colocado do Grupo H, formado por Espanha, Chile, Suíça e Honduras.

"A Espanha joga um futebol um pouco mais avançado, assim como o Chile. Mas você tem que acreditar nos seus jogadores e no trabalho realizado para tentar ser campeão", disse.

(Reportagem de Pedro Fonseca; texto de Tatiana Ramil)

 
<p>T&eacute;cnico Dunga reage durante partida contra Portugal, pelo Grupo G da Copa do Mundo, que terminou em empate em 0 x 0 em Durban. REUTERS/Kai Pfaffenbach</p>