Rivalidade entre Alemanha e Inglaterra na Copa chega ao G20

sexta-feira, 25 de junho de 2010 16:48 BRT
 

TORONTO (Reuters) - Apesar da Cúpula do G20, os líderes de Alemanha e Inglaterra planejam reservar algum tempo em meio às reuniões para assistir ao confronto de domingo entre as duas potências, que pode testar sua aliança tanto quanto qualquer disputa econômica.

O novo primeiro-ministro britânico, David Cameron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, pretendem se afastar das discussões econômicas de alta voltagem para ver pelo menos um pouco do futebol de forte carga emocional juntos.

"Existe a intenção de tentar assistir ao jogo juntos. Vou tentar não partir para a briga com ela durante os pênaltis, mas veremos", disse Cameron aos repórteres.

Alemães e ingleses, arquirrivais no futebol europeu há décadas, se encontraram muitas vezes, a mais famosa delas na final da Copa de 1966 vencida pela Inglaterra.

Isso foi há muito tempo -- na verdade o ano de nascimento de Cameron -- e a Alemanha conquistou o Mundial de futebol duas vezes desde então.

Indagado se os delegados trocaram palavras sobre o jogo de domingo, que decidirá qual seleção chega às quartas de final, o porta-voz de Cameron disse: "Eles conhecem nossa posição."

Merkel confirmou que irá assistir à partida e discutir com Cameron em que lugar podem fazê-lo juntos.

Mostrando que está com a cabeça tanto no êxito esportivo quanto no financeiro, ela disse aos repórteres estar torcendo que o meio-campista Bastian Schweisteiger tenha se recuperado de uma lesão sofrida na última partida da Alemanha contra Gana.

Delegações dos dois países já parecem estar se provocando. Uma bandeira alemã foi fixada na sala da Grã-Bretanha no centro de mídia do G20. Nela estava rabiscado: "Vemos vocês no domingo."

(Reportagem de Sumeet Desai, Patricia Zengerle, Gernot

Heller e Chisa Fujioka)