África não perderá vagas na Copa apesar de desempenho fraco

sábado, 26 de junho de 2010 17:40 BRT
 

Por Andrew Cawthorne

JOHANESBURGO (Reuters) - A África não deve se preocupar em perder vagas nas próximas Copas do Mundo apesar de o continente ter apresentado uma performance fraca no torneio atual, disse a Fifa, neste sábado.

Cinco dos seis países africanos já foram eliminados da Copa do Mundo depois da primeira fase, decepção em particular já que o continente sedia o torneio pela primeira vez.

Mas qualquer conversa de tirar uma vaga da África foi mal julgada, disse à Reuters o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke.

"Não houve uma única vez desde o início da Copa do Mundo, nem um minuto sequer após a eliminação da maioria dos times africanos, que tenha se discutido que deveríamos pensar sobre o número de vagas", afirmou ele.

Tal sugestão, que foi levantada como uma possibilidade em alguns círculos de imprensa, iria contra a tentativa da Fifa de incentivar o futebol no continente mais pobre do mundo, Valcke acrescentou durante uma breve entrevista no estádio Soccer City, em Johanesburgo.

"Se quisermos desenvolver o futebol na África para garantir que o futebol africano será mais forte dia após dia ou ano após ano, isto seria um sinal errado dizer que queremos reduzir o número de seleções participando da Copa do Mundo."

A África tem cinco lugares fixos, mas teve seis desta vez porque a África do Sul sedia o evento. O dirigente da Fifa disse que ligas nacionais fortes, mais cobertura da TV e crescentes parcerias comerciais eram necessárias para impulsionar o futebol na África.

Apesar do fraco desempenho da África, dos problemas iniciais de transporte e alguns lugares vazios nos estádios, os chefes do futebol disseram que a organização do torneio foi um sucesso estrondoso, contrariando as previsões pessimistas.   Continuação...