Técnico alemão falta a coletiva obrigatória da Fifa

sábado, 26 de junho de 2010 18:31 BRT
 

Por Karolos Grohmann

BLOEMFONTEIN (Reuters) - O técnico da Alemanha, Joachim Loew, não compareceu à coletiva de imprensa antes da partida de domingo pelas oitavas de final da Copa do Mundo contra a Inglaterra, mas seu time negou que tenha sido em protesto por não poder treinar no estádio onde o jogo será disputado.

Alemanha e Inglaterra foram avisadas que não poderiam fazer seu treino pré-jogo no estádio Free State para preservar a qualidade do gramado, que foi usado no dia anterior para a partida entre Suíça e Honduras.

"Não é um protesto", disse o preparador de goleiros Andreas Koepke, neste sábado, ao ser perguntado se a ausência de Loew e o não-cumprimento das regras da Fifa era uma forma de protesto por não poder treinar no estádio.

Koepke, que apareceu no último minuto, disse que era só uma questão de agenda e que o time havia acabado de encerrar uma sessão de treinamento, então, ele veio do campo da universidade vizinha para a coletiva.

No início da coletiva de imprensa, um oficial da Fifa disse que, de acordo com as regras da entidade que rege o futebol, o técnico e um jogador devem comparecer à coletiva.

Esta é a segunda vez no torneio que a Alemanha não pode treinar no campo onde irá jogar no dia seguinte.

A Fifa disse à Alemanha e Sérvia que não poderiam usar o estádio em Port Elizabeth para treino pré-jogo devido à chuva pesada que atingiu o local antes de seu confronto pelo Grupo D na fase inicial, o qual foi vencido pela Sérvia.

Fabio Capello, técnico da Inglaterra, adversária de Loew no domingo, compareceu a uma coletiva minutos mais tarde ao lado do capitão Steven Gerrard.